Ganso planeja 2016 no São Paulo, mas não fecha portas para saída

83

GloboEsporte.com

Marcelo Prado

Com contrato até setembro de 2017, meia diz que, caso apareça alguma proposta, a decisão será do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

Ganso treino São Paulo (Foto: MARCELLO ZAMBRANA - Agência Estado)

Ganso participa de treino do São Paulo no CT da Barra Funda (Foto: Marcelo Zambrana/Ag. Estado)

Com a aposentadoria de Rogério Ceni e as iminentes saídas de Alexandre Pato e Luis Fabiano, Paulo Henrique Ganso é visto como um dos protagonistas do São Paulo na próxima temporada. Mas o meia não descarta a possibilidade de jogar em outra equipe. Questionado sobre o assunto na entrevista coletiva desta quinta-feira, ele respondeu:

– Aí é difícil, falei para fazer só pergunta tranquila (risos)… Não dá para você falar que só joga no São Paulo. Não pode fechar as portas para qualquer outro clube. No Brasil e no mundo. Isso não dá pra falar – afirmou o jogador.

Breno passa por artroscopia no joelho e só deve voltar a jogar em 2016

No meio do ano, Ganso teve proposta para deixar o São Paulo e defender o Orlando City, time de Kaká na liga dos Estados Unidos. O clube americano aproveitou um processo que tem contra o São Paulo, no qual pede R$ 14 milhões, para oferecer o perdão da dívida e mais R$ 6 milhões pelos direitos do camisa 10, o que não foi aceito pelo clube do Morumbi. Na ocasião, o atleta havia gostado da proposta salarial recebida. O Flamengo também procurou o Tricolor para buscar um negócio, mas também recebeu a resposta negativa.

Agora, ele deixa a situação nas mãos do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, que decidirá se vale a pena vendê-lo ou não em caso de nova proposta.

– Se realmente chegar alguma proposta, vamos sentar com o nosso presidente, que agora é o Leco, e ele vai falar se precisa negociar ou se querem que eu fique. Não dá para falar agora – ressaltou Ganso.

Presidentes Nobre e Leco reatam relações entre Palmeiras e São Paulo

Mesmo deixando as portas abertas para trocar de clube, Ganso bota fé que, em 2016, o São Paulo terá um ano bem diferente do que o de 2015. Para ele, é frustrante terminar o ano sem títulos.

– A gente fica chateado porque trabalhamos bastante para isso (conquistar títulos) e não conseguimos. No ano que vem, teremos de trabalhar dobrado. Tenho a tranquilidade de ter um contrato, mas o que dá tranquilidade mesmo é saber que o presidente e a diretoria devem formar um time ainda mais forte no ano que vem.

1 COMENTÁRIO

  1. Esse seguirá os passos do Mun-ra que deu prejuizo para o tricolor pois nunca teve propostas para sair, e assim terá vida eterna no São Paulo e será adorado por parte da torcida que dirá depois de 25 anos enrolando: Como ele ama o Clube.