Ceni se despede do CT com churrasco e é homenageado por funcionários Comente

46

UOL

Rogério Ceni se despediu nesta quinta-feira daquele que foi seu principal ambiente de trabalho nos últimos 23 anos: o CT da Barra Funda, onde o São Paulo se prepara para os jogos. O goleiro ofereceu um churrasco aos funcionários, que retribuíram com uma homenagem. Das mãos do roupeiro Ratinho, o capitão recebeu um quadro assinado por todos os membros do CT da Barra Funda.

– Gostaria de reunir vocês aqui, hoje, porque é uma oportunidade de poder me despedir. É muito bacana ver que vocês fazem parte disso tudo. Sem vocês, que trabalham todos os dias nos bastidores, nada aconteceria no campo de jogo. E isso vale para cozinha, lavanderia, seguranças, funcionários que cuidam do campo e comissão técnica – afirmou Ceni, aos profissionais do clube.

– Todos que trabalham no CT sempre me ajudaram e sempre procurei representá-los dentro de campo. Lembro que no início, quando fui promovido ao profissional, pegava carona todos os dias com o João (garçom), às 5h30. Começamos praticamente juntos, mas ele seguirá trabalhando aqui. E fico feliz em ver que assim como ele, outros profissionais também se dedicam todos os dias para fazer do São Paulo o clube grande que é – completou.

Rogério também recebeu uma placa do gerente de futebol do clube, José Carlos dos Santos, representando a diretoria. “Rogério, você fez história. Obrigado por tornar o São Paulo Futebol Clube ainda mais São Paulo”, está escrito na placa.

Ainda nesta tarde, o goleiro presenteou os funcionários com uma camisa especial e participou de uma partida de futebol durante alguns minutos. O Mito vinha se recuperando de uma lesão no pé direito que o afastou das últimas partidas do São Paulo para poder estar em campo nesta sexta-feira, quando se despedirá do futebol em amistoso entre os campeões mundiais pelo clube.

– Eu só queria ter a oportunidade de agradecer cada um de vocês, pois fizeram parte da minha história no São Paulo. Fico um pouco triste por deixá-los, porque todos foram importantes para mim, mas feliz por saber que fiz muitos amigos aqui. Tenho certeza de que os funcionários continuarão fazendo o bem para este clube durante muitos anos – afirmou Ceni.

O evento de confraternização desta quinta estava marcado para a última quarta-feira (9). No entanto, com o falecimento do ex-presidente Juvenal Juvêncio, o almoço foi adiado.

A relação de Rogério com o CT da Barra Funda é emblemática. O goleiro passa muito mais tempo no local de treinamento do que em casa, dizem quem o acompanha de perto. Quando está lesionado, Ceni chega a fazer tratamento em três períodos. É sempre o primeiro a chegar, bem antes dos treinos, e o último a sair, sempre à noite. Chega ir aos domingos, quando precisa se recuperar de algum problema, como aconteceu recentemente.