Rogério ganhará nova camisa do São Paulo em jogo despedida

88

ESPN.com.br

Diego Garcia e Rafael Valente

Getty Images

Ceni já teve 170 camisas no São Paulo; este modelo é da Libertadores-05
Ceni já teve 170 camisas no São Paulo; este modelo é da Libertadores-05

Rogério Ceni se despedirá do São Paulo nesta sexta-feira, no Morumbi, após 25 anos de carreira, com 1.237 jogos, 131 gols marcados e 18 títulos conquistados. Para marcar o evento, a Under Armour prepara uma camisa especial para o goleiro tricolor.

As cores, o formato e o design da camisa são guardados em segredo até mesmo dos funcionários do São Paulo. A empresa norte-americana não quer que nenhuma imagem da camisa seja revelada antes da partida que colocará de um lado os campeões mundiais em 2005 pelo São Paulo e os vencedores do troféu em 1992/1993.

O ESPN.com.br apurou que a camisa terá uma cor diferente da que vinha sendo utilizada pelo goleiro nos últimos jogos (azul escura), possivelmente com alusão as três cores do São Paulo e algumas palavras escritas ao longo da peça, que remetem a carreira vitoriosa dele.

Em 25 anos de São Paulo, Rogério Ceni utilizou 170 camisas diferentes pelo clube do Morumbi. Desde modelos de cor única até outros marcados pela extravagância, como um que misturava as cores preta, vermelha, amarela e branca e outros que tinham ilustrações.

 

A partida de despedida também terá outros atrativos. Antes do jogo, Ceni receberá uma escultura em aço inox em formato semelhante ao de uma bola, na qual estarão registrados os dez momentos mais marcantes da carreira dele. Durante o amistoso ele deve jogar por alguns minutos na linha (o que é um desejo antigo de alguns torcedores), cobrar faltas e pênaltis.

Além disso, os demais jogadores prestarão homenagens ao goleiro durante o jogo. Uma das pessobilidades cogitadas é que todos utilizassem o nome de Rogério Ceni em suas camisas. Mas a forma de homenagem ainda é mantida em segredo pela diretoria.

Dos 23 jogadores campeões em 2005, apenas dois não vão aparecer. O meia Danilo, que hoje defende o Corinthians, e o lateral direito Cicinho, que tem compromisso na Turquia.

Para o evento, ainda está previsto uma apresentação do Ira.

Até a noite de quarta-feira, o São Paulo já havia vendido 51 mil ingressos.

3 COMENTÁRIOS