Bauza descarta recuperação física de titulares e usará reservas no Paulistão

61

ESPN.com.br

EFE/David Fernández

Edgardo Bauza Maicon Sao Paulo River Plate Libertadores 10/03/2016
‘Não teremos tempo para treinar’, lamentou Bauza

A campanha ruim na Libertadores e a instabilidade no Campeonato Paulista não são os únicos problemas que o técnico Edgardo Bauza precisa resolver. A condição física dos jogadores tem se mostrado um empecilho a mais para o São Paulo conquistar os objetivos traçados para a temporada. Para o compromisso de domingo, contra o Ituano, fora de casa, o treinador argentino já indicou que os reservas deverão ser escalados por conta do desgaste daqueles que atuaram no empate por 1 a 1 com o Trujillanos, na quarta-feira, na Venezuela.

“Esse é um tema que já vinhamos tratando de estudar, tratando de que alguns jogadores se recuperassem. Mas não há possibilidade. Não há nenhuma outra possibilidade. Não teremos tempo para treinar. Chegaremos à meia-noite em são Paulo, para treinar no sábado pela manhã e jogar no domingo. Nós temos jogadores suspensos para essa partida e teremos que ver como chegam os que têm condições. Mas essa seria uma prática muito leviana, porque eles vieram [à Venezuela] para a partida, viajaram, e depois teriam de jogar”, analisou.

Visando ao jogo contra o Ituano, Bauza se precaveu durante a semana e decidiu preservar o zagueiro Maicon do jogo contra o Trujillanos. O cronograma da comissão técnica aponta que Lugano será poupado para o retorno do atleta, que formará a defesa ao lado de Rodrigo Caio. O argentino Jonathan Calleri, que não foi para a Venezuela por ter de cumprir suspensão, é outro titular que tem presença garantida na cidade de Itu.

Publicidade

No entanto, as avaliações dos demais jogadores só poderão ser feitas após a viagem de volta para São Paulo. “Foi cansativo [chegar na Venezuela]. Os jogadores levaram 31 horas para viajar até Valera. Mas não posso usar isso como uma desculpa. A equipe, nos primeiros 20 e 25 minutos [do jogo contra o Trujillanos] se comportou bem. Tratou de pressionar na frente, enfiar bolas ao centro. Creio que aguentamos bem. Também fizemos isso no segundo tempo, com exceção dos últimos 15 minutos”, declarou.

O próximo compromisso tricolor na Libertadores está marcado para o dia 5 de abril, contra o Trujillanos, em jogo que possivelmente ocorrerá no Morumbi. Com apenas dois pontos, a equipe já está a três do River Plate, vice-líder do Grupo A, com cinco pontos. O Strongest, que empatou por 1 a 1 com os argentinos nessa quarta-feira, em La Paz, está na primeira colocação, com sete pontos.

622 62439276 f752 3fe3 b7c2 4b27ea4c8f18
Plihal vê São Paulo com atuação ‘pavorosa’ e diz que Ganso ‘é a unica pitada de bom futebol no time’

No Paulistão, a equipe está na vice-liderança do grupo C, atrás da Ferroviária. Os dois times estão empatados com 13 pontos, mas o Tricolor perde nos critérios de desempate. Já o Ituano é o 2º colocado do Grupo B, que tem o Palmeiras na primeira posição. A equipe do interior paulista soma 14 pontos, um a menos do que o “Verdão”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

13 + 4 =