Entenda o que Ataíde e Aidar ainda podem fazer no São Paulo após expulsão do conselho

56

ESPN.com.br

Patrick Mesquita e Rafael Valente

Ataíde Gil Guerreiro e Carlos Miguel Aidar em entrevista coletiva no CT
Ataíde Gil Guerreiro e Carlos Miguel Aidar foram expulsos do conselho 

Expulsos do conselho do São Paulo após a reunião da Comissão de Ética, que aconteceu na segunda-feira, Ataíde Gil Guerrero e Carlos Miguel Aidar até podem voltar a tomar decisões da diretoria, mas perderam alguns privilégios.

Uns dos principais pontos é o impedimento de votação no conselho ou de assumirem cargos como vices ou presidentes. Algumas coisas seguem iguais, como a possibilidade de se tornarem diretores. Um exemplo é o atual cartola Luiz Cunha, que não faz parte do conselho, mas é o diretor de futebol.

Para entender melhor a situação de ambos, o ESPN.com.br fez uma lista do que Ataíde e Aidar ainda podem ou não com a expulsão.

O que não podem?

– Exercer qualquer cargo como vice-presidente (exclusivo para conselheiros)
– Não podem mais participar das reuniões
– Não poderão votar na eleição (a próxima será em abril de 2017)
– Não podem retornar ao conselho

O que eles podem?

– Ser nomeados para qualquer cargo como diretor (o Ataíde de fato era diretor de rel. institucionais e pediu demissão)
– Ir ao estádio ver jogos (são torcedores)