Lugano fala sobre pressão sofrida por Dênis: ‘Não queria estar na pele dele’

220

esporteinterativo.com

Zagueiro também relembrou primeira passagem pelo São Paulo e destacou conquista da América em 2005

Lugano diz que Libertadores de 2005 foi o título mais marcante da carreira. (Foto: Divulgação/saopaulofc.net)
Lugano diz que Libertadores de 2005 foi o título mais marcante da carreira. (Foto: Divulgação/saopaulofc.net)

A chegada de Diego Lugano ao São Paulo representa não só o resgate de uma era vitoriosa do clube, mas também a substituição à liderança imposta por mais de 20 anos pelo goleiro Rogério Ceni. Apesar de ser uma voz ativa no elenco, Lugano sabe que a pressão por substituir o Mito é ainda maior em cima de Denis, que vem sofrendo com criticas de parte da torcida por falhas pontuais em partidas importantes.

“O nosso gol hoje é a posição mais quente do mundo, não queria estar na pele dele”.

Em 2005, Diego Lugano conquistou o Paulistão, a Libertadores da América e o Mundial de clubes, fechando um dos anos mais vitoriosos da história do São Paulo. Ainda que destaque a importância de cada uma das conquistas em sua carreira, para o camisa 5 uma competição é especial.

“O jogo contra o Liverpool não foi o mais importante da minha vida. Tive muitas emoções com o Uruguai, onde joguei Copas do Mundo, fui capitão e campeão da Copa América. Acredito que a Libertadores, para mim, foi mais importante que o Mundial”.

Esta é a segunda passagem de Lugano pelo Tricolor. A primeira aconteceu entre 2003 e 2006, quando o zagueiro chegou ao Morumbi com status de jogador do presidente – já que foi uma indicação pessoal de Marcelo Portugal Gouvêia. No total, o camisa 5 já atuou 179 vezes pelo São Paulo e marcou 11 gols.

2 COMENTÁRIOS