Ascensão e perfil da equipe motivam Wesley

130

SãoPaulo.F.C

Érico Leonan

Meio-campista vê o Tricolor mais forte após desafios para chegar até as quartas de final da Libertadores

9907.jpg

Por Rubens Chiri / saopaulofc.net

Classificado para disputar as quartas de final da Libertadores da América, o Tricolor passou por uma série de adversidades para avançar até aqui. A ascensão do time, que enfrentará o Atlético-MG por uma vaga na semifinal, animou o versátil Wesley. De acordo com o meio-campista, o perfil da equipe foi fundamental para esta reação na temporada, já que o São Paulo ganhou força para se manter firme na briga pelo tetracampeonato do torneio.

“Nosso time tem uma mescla. É uma competição que exige tudo no futebol: experiência, paciência, tranquilidade, sabedoria… enfim, essa mescla é importante para todos. Quando a competição for afunilando, esperamos ter êxito no final. Para quem está fora pode ser, mas para quem está no dia a dia nem foi colocado em pauta (azarão). Tem um planejamento da presidência, comissão e jogadores. Nós pensamos no melhor. Acreditamos no nosso trabalho. Vamos focar para ir longe nessa competição”, avaliou o camisa 11, que completou.

“A grande resposta será o título. Não adianta ter subido mais um degrau e parar por aqui. O que todos pensam é conseguir esse título, porque vai marcar o nome de todos, desde a pré-temporada até o final. Independentemente de qualquer coisa, todos pensam nisso. Sem pensar nisso de ser único paulista ou um dos dois times brasileiros. Só vamos coroar com o título”, opinou o volante durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira (6), no Centro de Treinamento da Barra Funda.

Um dos destaques do Tricolor nos últimos jogos, Wesley afirmou que o saudável dia a dia do elenco são-paulino é um dos fatores que contribuíram para esta reação na temporada. “Se o ambiente de trabalho tiver vaidade, falta de comprometimento e outras coisas, não ganha nada. Mas a partir do momento em que tem um grupo bacana, todos se dedicam, se dão bem, a chance de conseguir algo grande é real. Todos pensaram assim e se dedicaram. Em alguns momentos por isso que a individualidade aparece. Fico feliz por participar desse grupo e mais ainda se marcar o nome na história em uma competição dessa maneira”, disse o meio-campista, que emendou.

“Temos muito o que evoluir ainda. O futebol não dá tempo de trabalho, então estamos sempre demonstrando em cima de jogos e dificuldades. Temos muito a evoluir, mas tem de evoluir dentro da competição. A longo prazo, até o fim do Brasileiro, tem muita dificuldade. Mas estamos focados nessa competição, que é grande e exige experiência, calma para lidar com tudo”, finalizou o atleta tricolor.