Orgulho, Novo Manto e uma bomba!

516

Presidente está de parabéns até o momento

Olá amigos, no fim da noite de quarta-feira e início da quinta, a euforia tomou conta dos são-paulinos, não importa se você é aquele que reclama de alguns jogadores, se é aquele que acha injusto e defende tais jogadores. Não importa se é “muricete”, se é torcedor modinha, se tem o símbolo do time tatuado no corpo, se é torcedor de sofá, se está presente em todos os jogos no Morumbi, se viaja para acompanhar os jogos, se é negro, branco, pobre, ou rico…

Não importa, pois aos 51 minutos do segundo tempo, quando o atacante Lucas Pratto pegou a bola para cobrar a falta, os mais de 18 milhões de torcedores, a terceira maior torcida do país secou tanto o argentino, que ele chutou tão alto que parecia o FOOTBALL amado pelos norte-americanos. Pratto marcou um belo field goal que classificou o azarão, o time que está calando o Brasil, o São Paulo mais argentino de sua rica história.

Em doze minutos o Atlético vencia por 2×0, quem em sã consciência pensou: “É só marcar um gol”, se você pensou isso, parabéns, pois pensei na hora: “FDP, cara…, vamos tomar goleada nessa m…?”.

O time estava nervoso, jogador errando passes simples, eu estava imaginando o pior e só haviam se passado doze minutos, quanta raiva, quanta tensão, mas no primeiro bom lance de ataque um escanteio.

Esse lance eu quero ressaltar, pois há quanto tempo a jogada área não era bem feita no São Paulo, mérito para o treinador Bauza que treina essa jogada no dia a dia, mérito para o Kelvin e para o Michael Bastos que são os responsáveis nessas cobranças, além de Wesley e Ganso nas faltas.

Maicon subiu mais alto que os rivais, cabeceou e marcou o gol que colocou o time de volta ao jogo. Time esse que se defendeu como era possível, sem vergonha de dar bico na bola, sem vergonha de assumir que estava nervoso.

Tricolor mais argentino da história?
Tricolor mais argentino da história?

O intervalo salvou o Tricolor, Bauza acalmou o time, colocou a casa em ordem e o segundo tempo foi outro jogo. Ganso cadenciando, diminuindo o ritmo, o time conseguia tocar e fazer o tempo correr e quando perdia a bola, todos mostravam raça, o SPFC mostrou no segundo tempo que não seria fácil vencer o time da FÉ, o tricolor parecia um time argentino, fez o gol que o classificaria e administrou o jogo, deixando o rival nervoso e mais um detalhe, sem pancadaria.

O orgulho voltou, pois o time tem alma e isso é inegável. O são-paulino voltou a ser o “torcedor mais odiado”, nas semifinais todos que não torcem pelo TRI-CAMPEÃO da América, irão torcer contra, mas isso não preocupa o são-paulino, pelo contrário, afinal o SPFC não passaria da fase de grupos, certo?

“Rival, a sua inveja me fortalece!”.

Pitacos:

Calleri: Uma mistura de Luis Fabiano, Serginho Chulapa e Aloísio Chulapa, o cara é artilheiro, provocador, briguento e argentino… Monstro tem que ficar até dezembro…

Maicon: Tricolor está negociando direto com o Porto, o empresário está tentando valorizar para arrancar uma comissão maior. A diretoria está confiante que com o jogador não haverá problemas para acertar, mas não demorem muito diretoria!

Leco: Sempre achei seus trabalhos como diretor de futebol mediano ou fraco, mas como presidente, está indo muito bem obrigado, continue assim Leco, você realmente merece ser o presidente do SPFC.

Juvenal: Era para ser o maior, está entre os maiores presidentes do tricolor, errou ao forçar o terceiro mandato, errou em nomear Adalberto Baptista como diretor de futebol, entre outros erros menores, mas cruciais, porém, acertou e deixou um belo legado para o Clube, o CT de Cotia agora está realizando o sonho de JJ que era ver garotos de qualidade no elenco principal.

Bauza: Ótimo trabalho até aqui, trabalha fundamentos, posicionamento e hoje é um, dos responsáveis por essa nova fase.

Pintado: Ex-jogador, sério, mostrou ao Bauza que não estava lá para tentar roubar o seu lugar e sim para somar. Acalmou o vestiário, tem moral para cobrar e está realizando o trabalho que o Milton não conseguia mais, pois ele perdeu a confiança de alguns jogadores, e principalmente da diretoria, o senhor Pão de Açúcar atrapalhou o bom Milton e Pintado ajudou a arrumar a casa.

2004 e 2015: O que esses anos possuem em comum? A saída de Luis Fabiano do São Paulo. O cara fez gol, deu carrinho, lutou pela camisa do SPFC, mas não venceu títulos de expressão. Em 2004 saiu e no ano seguinte, o clube venceu a Libertadores, o Mundial e depois foi Tri-Campeão, será que a história se repete?

Novo MANTO: A camisa um ficou linda a homenagem ao estádio foi uma ótima sacada, a Under está de parabéns, seus uniformes até aqui estão honrando a grande e linda história do SPFC. Dizem que a listrada está mais bonita ainda, será?

Reforços: Ytalo chegou, pode e deve ajudar, mas o Bauza disse que pode pintar um brasileiro vindo da Europa, quer saber quem é? Leia a debaixo, vou dizer!

Gustavo Vieira: O dirigente foi a Itália receber uma homenagem feita para o seu pai (Sócrates) e aproveitou para conversar com o PROFETA. Sim amigos, Hernanes é o cara que o Bauza disse em sua entrevista para uma rádio argentina, como ele especulou, resolvi soltar a exclusiva, quer saber os detalhes? Leia a debaixo…rs

Esquema Tévez?: Hernanes é reserva na Juventus, já ganhou dinheiro suficiente para o seu neto (no mínimo) viver bem, o profeta não está feliz, quer voltar para o Brasil, quer voltar para o São Paulo e o caso de Tévez pode servir para o Profeta conseguir a sua Liberação. Caso a Juve se negue, o SPFC tentará o empréstimo dele. Então aguardemos, essa é exclusiva e a fonte é boa…rs

Mais um zagueiro e um atacante: A diretoria deve trazer mais um zagueiro, Bauza pediu e recomendou um atacante no caso da saída de Calleri, porém, a chance dele ficar esta ficando maior a cada partida, então que venha o suficiente para o Tetra da Libertadores.

Carlos Alves, 38 anos, jornalista,pai do Gabriel e pagodeiro/sambista.
Carlos Alves, 38 anos, jornalista,pai do Gabriel e pagodeiro/sambista.

Cartola: Sou o segundo na classificação da Liga SPNET, vou assumir a liderança nessa rodada…rs

Espero que tenham gostado, boa semana!

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Que coluna maravilhosa!!! Gostei do post.

    Hernanes cairia como uma luva nesse meio campo do SP jogando de 2º volante e saindo mais para o ataque.

    Nessa posição temos T. Mendes, Wesley e Schmidt. Mas Hernanes é Hernanes e se encontrar uma boa fase novamente, ele irá dominar esse meio campo.

    Que venha Hernanes, e que venha outro zagueiraço para ajudar ainda mais nossa defesa!!!

  2. Carlos Alves, mais uma vez, parabéns pelo seu post. Você escreve com muita fluidez e é certeiro nos comentários. “São Paulo mais argentino da história” ficou demais, é pura verdade. Nem o Tricolor do Telê, que tinha Pintado ou Dinho como leões-de-chácara, mostrava essa postura “hermana”. Dedo do Patón, certamente.

    O Profeta será um reforço extraordinário. Mas fico imaginando que lugar ocupará nesse time brigador e voluntarioso do SPFC. De todo modo, que venha Hernanes, ainda que por empréstimo!

    Acredito que seremos campeões. Passar pelo Atlético Nacional será um enorme desafio, pois é o melhor time da competição. Mas passaremos com uma bela vitória em casa que dará tranquilidade para o jogo da Colômbia. Porquê ? Ora, a sorte está do nosso lado e a mística do Morumbi em Libertadores voltou a plena força, para temor dos adversários.