Jogo cedo, estréia no ataque e casa cheia…

219

Casa cheia amanhã?O Tricolor jogará amanhã às 11hs contra a Chapecoense, a previsão é de um bom público no estádio (aproximados 42 mil). Estréia de El Comandante no ataque e a possível despedida do outro atacante argentino Centurión, que está mais próximo do Boca Jrs.

A novela Bauza continua indefinida, na minha opinião a diretoria deve conversar com o treinador e dar essa semana de prazo para a definição, claro que a mesma não cabe ao treinador, mas esperar mais, pode atrapalhar ainda mais as metas do clube e anseios da torcida. Pelos investimentos feitos, vaga na Libertadores é obrigação  e parar de reclamar também, saindo o Centurión, deve haver alguém engatilhado, ou deixar como reserva imediato o jovem Luis Araújo, mas falta um homem de área. Se o SPFC não tivesse emprestado ao Cruzeiro o jovem Joanderson, apostaria nele para ser o primeiro reserva do atacante central do time.

A diretoria cometeu erros, mas acertos também, eu particularmente gostei da chegada do polivalente Buffarini, deve resolver essa crise da lateral direita, Bruno é limitado, além de achá-lo assustado quando joga clássico na casa do adversário.

Com a redução dos ingressos, a torcida vai comparecer e os jogadores têm que ter a noção que o público de quarta-feira estará relacionado ao jogo de amanhã. Se vencer bem, com mais de dois gols, pressionando o adversário como na Libertadores e jogando bem, o torcedor irá apoiar na quarta-feira contra o Atlético e se repetir será assim no próximo e nos demais jogos em casa. Resumindo a diretoria fez a parte dela, a torcida fez a parte dela, só falta o time realizar a parte dele.

Publicidade

Pitacos:

CamisaAmarela: Uniformetodo dourado em homenagear o passado vitorioso do clube, espero que fique bonita, a fornecedora de material tem crédito até agora, achei todas camisas bonitas, então aguardemos!

Denis: É o goleiro titular do Bauza, sem chances de mudanças. Então amigo, reze, ore, faça promessas a cada jogo. Como disse antes, ele é como carro a álcool no frio, falha no começo, mas depois vai bem.

Centurión: Não foi aqui o que foi na Argentina e detalhe, quando foi para a Europa também não foi bem. Pode ser aquele jogador caseiro? Ou os problemas do ano passado, aliado a falta de confiança, o deixaram assim? Não sei, mas espero que recupere o bom futebol em seu país e se voltar que venha com a mesma vontade que sempre demonstrou, aliada a boa qualidade técnica dos tempos do Racing.

Bauza: Novelinha chata e começando a irritar…

Carlos Alves, 38 anos, jornalista,pai do Gabriel e pagodeiro/sambista.
Carlos Alves, 38 anos, jornalista,pai do Gabriel e pagodeiro/sambista.

Placar de amanhã: Típico jogo de seis pontos, o Tricolor está em nono lugar e a Chapecoense em décimo lugar. Vencer é obrigação, torcida, Cueva e El Comandante Chavez farão a diferença, placar de 2×0 para o SPFC.

Coluna curtinha, espero que tenha sido uma leitura agradável, desejo uma ótima semana para todos e até sábado!