Sextas Tricolores – Resolvamos Enquanto É Tempo

126

Desde a minha última coluna muita coisa aconteceu com o SPFC. Na maioria, devo dizer, bastante ruins e discutíveis. Antes de entrar em assuntos que envolvam o futuro do Tricolor, gostaria de deixar minha opinião sobre os acontecimentos referentes à invasão do CT da Barra Funda pelos “torcedores”, assim mesmo, entre aspas, organizados.

Invoco, nesse momento, uma frase que ouvi o Milton Neves dizer a muito tempo: “Entre as coisas menos importantes, o futebol é a mais importante”. Isso quer dizer, exatamente que, mesmo amando esse clube, NADA justifica o que aconteceu no Centro de Treinamento.

Foi ridículo, infantil, covarde e recheado de bandidos travestidos em torcedores. As caras de medo do Cueva, a falta de respeito com o Lugano em um dos vídeos e as agressões aos atletas são coisas de time de série D. Um time tricampeão do mundo, hexacampeão brasileiro e uma vitrine para o planeta não pode passar por essas cenas humilhantes.

O Cueva,  jogador de nível de SELEÇÃO, foi encurralado, nosso ídolo humilhado e pertences do CLUBE foram roubados. Que vergonha, que decepção. Por qual razão não se lota o estádio e se protesta lá dentro? Gritando, vaiando e coisas do gênero? ESSE é o protesto que vale a pena, esse é o protesto que nos cabe. Fico imaginando como vai ser agora. Imagina que vamos atrás de um atleta e ele diz que não vem por causa dessa torcida violenta. Lamentável.

O Clássico Da Próxima Semana

A minha expectativa como um cara que acompanha futebol é de vitória, até que fácil, do Palmeiras. O time é o líder do campeonato, possui um time equilibrado, bons reservas e mesmo TALVEZ desfalcado do Gabriel Jesus, ainda é superior ao Tricolor. Vejo Cueva, Maicon e Rodrigo Caio acima dos atletas verdes. O resto é inferior.

Gustavo de Oliveira viaja à Portugal para o tudo ou nada por Maicon - Foto Site Oficial

Eu, no lugar do Ricardo Gomes, fecharia a casinha e jogaria por um erro ou uma bola. Empate nesse jogo é vitória. Não é vergonha reconhecer sua limitação e jogar de acordo com sua situação. Vergonha vai ser tomar uma goleada histórica e virar MAIS chacota. Que o time atue com responsabilidade e com hombridade. A camisa do SPFC exige isso.

As Contratações Emergenciais

Marquinhos e o Jean Carlos devem chegar. Parece que ainda estão tentando um camisa 9 para revezar com o Chávez. Admito que não lembro de nenhum dos dois. Mas peguei algumas referências. A torcida do Cruzeiro odiava o Marquinhos e comemorou muito sua saída. A do Inter, idem, afinal, ele mal é aproveitado em um time que briga contra o rebaixamento. Esperemos!

Quanto ao Jean Carlos parece que há potencial. Líder em assistências na série B e uma imensa tristeza da torcida do Vila Nova. Se não é um craque, chega como um cara que sabe jogar futebol e que tem na bola parada e nos chutes de longe seu grande diferencial. Me parece uma contratação mais acertada do que a do Marquinhos. Mas não hei de cornetar nenhum deles antes da hora. Que tenham sorte e honrem a camisa.

A Base

 Eu juro que não entendo grande parte da nossa torcida. A Dragões da Real, em um post recente do Facebook, disse que o Jean Carlos não deveria vir e dar mais espaço para a nossa base e blá blá blá.

O Luiz Araújo entrou em alguns jogos, foi mal, e tem gente pedindo a saída do moleque, chamando de pipoqueiro e afins. Qual a paciência e segurança que a comissão tem para subir jovens da nossa base como SOLUÇÃO para esse momento terrível que vivemos? Qual a sensação desses meninos de 18 e 19 anos para tentar uma jogada diferente? Por favor sejamos menos hipócritas.

Não temos paciência com a base, não abraçamos os meninos como deveria ser e, se der, nossa torcida corneta. Sou a favor de aproveitá-los ano que vem, afinal, temporada nova, novo elenco e tudo mais. Nesse momento do ano sou contra. Além de comprometer resultados, pode queimar bons jogadores.

A Seleção De Tite

Depois de muito tempo resolvi assistir a um jogo do time pentacampeão do mundo para ver o que o Tite faria com aqueles jogadores. E, de fato, ele é diferenciado. Em poucos dias ele conseguiu organizar os talentos que tínhamos a disposição e conseguiu um feito que não era realizado há mais de 30 anos. Impressionante.

Queria ressaltar que o tal do Gabriel Jesus, que nós tentamos tirar da base do Palmeiras, é um grande jogador. Vai fazer miséria no campeonato inglês sob a batuta do Guardiola. O Neymar, quando quer, é um monstro e o Willian é um jogador moderno, combativo, enfim, útil.

Infelizmente não vejo como o Lucas poderia fazer parte desse selecionado. Os titulares, hoje, jogam mais do que ele e os reservas,  incluo o Douglas Costa machucado, também. Na meia também não vejo o Ganso atuando com a concorrência de Coutinho e Lucas Limas. Acho que a seleção, agora, tem uma grande esperança. Fica o exemplo de pessoa que buscou a modernidade e começa a trilhar um grande caminho à frente do selecionado mais vitorioso do planeta.

Força, Tricolor! Força, Seleção!

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o clube do coração. 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaborado