São Paulo é um time horrível com um esquema errado. Agradeça a Ogum. O Gum

616

Blog do Menon – UOL

Ali pelos 35 minutos do segundo tempo, o volante Cristian, do América, sentiu câimbra. Caiu, gritando muito. Lugano tentou ajuda-lo e a torcida do São Paulo começou a gritar o nome do uruguaio.

Pouco mais e os torcedores começaram a chamar por Luís Fabiano, que esteve visitando o CT durante a semana.

Logicamente, Lugano e Luís Fabiano não são solução para o próximo ano. Mas não tenho dúvidas que poderiam estar em campo contra o Coelho. Lugano poderia fazer o tal pivô que Pedro não conseguiu. Passes de longe, passes por cima para um garoto de 20 anos. É o esquema do São Paulo em longos períodos do jogo.

E, se Lugano pode fazer o que Pedro não faz, o que dizer de Luís Fabiano, pronto a fazer 36 anos? Joga mais que Pedro, Chávez, Gilberto, Robson e Ytalo juntos.

Gritar por velhos ídolos mostra o desespero da torcida com o time. A outra ponta é acreditar piamente na entidade ”moleques da base”. Todos são ótimos, todos são perfeitos, todos estão prontos para entrar. E o campo mostra a dura realidade. David Neres, o melhor deles, perdeu três gols feitos contra o América. Lucas Fernandes, o outro bom, está contundido.

Os jogadores do São Paulo são fracos. Os do ataque são fraquíssimos. Horríveis. E Ricardo Gomes contribui ao insistir em um 4-2-3-1 inapropriado. Inapropriado porque há dois jogadores abertos pelo lado e um centroavante. E apenas o bom Cueva na transição. O peruano não tem com quem dialogar, com quem tocar bola.

A solução? Olhe para o banco e veja Daniel e Jean Carlos. Mudar um esquema para colocar um dos dois? Talvez o Wesley, que foi péssimo na lateral.

Outra solução é que os volantes tenham aproximação, avancem alguns metros para haver uma conecção com Chávez. E eles não estão fazendo isso. Schmidt vem jogando muito mal. Thiago Mendes é uma no cravo e outra na ferradura.

O são-paulino precisa rezar para o campeonato acabar logo. Se for adepto de religiões de matriz africana, acenda uma vela para Ogum. O Gum, zagueiro do Fluminense, o grande destaque na salvação do time.

P_nico_4