Em Criciúma, Sub-20 garante vaga nas semifinais da Copa do Brasil

1399
Jogo

Por Renata Lutfi/saopaulofc.net

A vantagem conquistada no Morumbi era significativa, mas o São Paulo viajou para Criciúma completo e determinado a voltar para casa com nova vitória e classificação para as semifinais da Copa do Brasil Sub-20. A equipe foi pra cima do rival, dominou o jogo, mas não conseguiu marcar, e mesmo com o 0 a 0 garantiu vaga para seguir defendendo o título – na semifinal, terá pela frente o Sport.

Depois de vencer por 4 a 0 no Morumbi, com gols de Gabriel Rodrigues, Tormena, Heron e Éder Militão, o time poderia perder por até quatro gols que avançaria de fase. Mesmo assim, Jardine escalou força máxima Heriberto Hulse, e mandou a campo Perri, Foguete, Kal, Tormena e Júnior; Militão, Artur, Araruna, Shaylon, Heron e Caíque.

Com o Criciúma precisando de gols, o jogo foi corrido desde o início, mas quem arriscou primeiro foi o São Paulo, com Caíque, em chute cruzado. Depois, Artur, de fora da área, chutou forte, mas o lance saiu pouco acima do travessão.  Aos 15 minutos, em cobrança de falta, Júnior cruzou na medida para Militão pegar de primeira e quase abrir o marcador

Em boa troca de passes entre Shaylon, Júnior e Caíque, a bola sobrou pela esquerda. Caíque chutou novamente cruzado, fazendo o goleiro colocar a bola para escanteio. Na metade do primeiro tempo, o ritmo da partida caiu um pouco, mas isso mudou nos minutos finais, quando o Tricolor partiu pra cima dos anfitriões.

Com 40 minutos, Araruna sofreu falta feia e acabou machucando o cotovelo. O volante deixou o campo para a entrada de Matheus Lu. Em seguida, Shaylon arriscou de longe e o goleiro desviou em escanteio. Na cobrança, o goleiro parou o cabeceio são-paulino. E ainda houve tempo pra mais uma grande chance. Depois da jogada, Junior ficou com a bola e arriscou, acertando um lindo chute que passou rente ao travessão.

O Tricolor assustou logo no primeiro lance da segunda etapa. Depois do cruzamento da esquerda, Caíque se preparava para completar a gol, mas o goleiro pegou. Tentando aumentar a vantagem diante do rival, o time teve ainda pelo menos duas chegadas, mas a assistente marcou impedimento dos são-paulinos.

A partir daí, o técnico André Jardine começou a mudar a equipe, optando por tirar os jogadores pendurados: saíram Júnior, Militão e Caíque para as entradas de Gabriel, Banguelê e Gabriel Rodrigues, aos 16 minutos. Vinicius e Frizzo também entraram, aos 29 minutos, nos lugares de Artur e Heron. E o segundo tempo manteve a tendência do primeiro, com domínio tricolor, que não correu riscos em nenhum momento. Seguro na partida, a equipe garantiu lugar na semifinal.

São Paulo: Perri, Foguete, Kal, Tormena e Júnior (Gabriel, 16min/2ºT); Militão (Banguelê 16min/2ºT), Artur (Vinicius 29min/2ºT), Araruna (Matheus Lu, 40min/1ºT), Shaylon, Heron (Frizzo, 29min/2ºT) e Caíque (Gabriel Rodrigues 16min/2ºT)

Técnico: André Jardine

Tricolor x Sport na semifinal

Nesta quinta-feira, a CBF sorteou os mandos de campo da próxima fase, e definiu que o São Paulo enfrenta o Sport em casa no primeiro jogo da semifinal. As partidas acontecem, a princípio, dias 09 e 16 de novembro, mas ainda podem ser alteradas.

Antes de começar a definir um lugar na final, o São Paulo entra em campo para outro jogo decisivo no domingo (06), às 10h, no CFA. O Tricolor joga a volta das quartas de final do Paulista contra o Mirassol. Na ida, vitória por 5 a 1, o que dá ao clube vantagem de perder por até quatro gols de diferença para seguir no Estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

14 + nove =