Fora dos planos, Carlinhos não vai viajar com o São Paulo para a Flórida

1262

GloboEsporte.com – Marcelo Prado

Carlinhos São Paulo (Foto: Érico Leonan/www.saopaulofc.net)Carlinhos sofreu com lesões: pouco aproveitado (Foto: Érico Leonan/www.saopaulofc.net)

O ciclo do lateral-esquerdo Carlinhos no São Paulo chegou ao fim. Apesar de ter contrato até dezembro de 2017, a diretoria já avisou os representantes do atleta de que não há interesse em mantê-lo na próxima temporada e que ele está autorizado a procurar outro clube. Ele se reapresentará com o elenco no dia 4 de janeiro, no CT da Barra Funda, mas não viajará com a delegação para a Flórida, nos Estados Unidos, onde será realizada a pré-temporada.

Carlinhos chegou ao São Paulo no início de 2015 como solução para a lateral esquerda, só que nunca conseguiu se firmar – sofreu muito com as lesões. Em 2015 e 2016, não disputou nem metade do número de jogos da equipe na temporada. Das 68 partidas que a equipe disputou em 2016, o defensor esteve presente em apenas 33. Em 2015, foi pior ainda, atuou apenas 30 vezes. Para piorar, tem um dos maiores salários do elenco atualmente.

Por isso, a diretoria decidiu que não vale manter um jogador com custo-benefício ruim. A ideia é emprestá-lo por uma temporada, mas não está descartada uma rescisão contratual, assim como aconteceu com Michel Bastos, outro jogador que não estava nos planos da diretoria são-paulina.

Para a lateral esquerda, o técnico Rogério Ceni começará a temporada com três opções. O titular será o argentino Buffarini, que já atuou nesta posição na última partida do Campeonato Brasileiro, contra a Chapecoense. O reserva imediato será o garoto Júnior Tavares, que veio do time sub-20 – ele pertencia ao Grêmio, mas o São Paulo pagou R$ 500 mil para contratá-lo em definitivo.

Além deles, há também Matheus Reis, outro jogador que veio da base do CT de Cotia. Ele será mantido no elenco profissional como terceira opção da posição.