Zagueiro ignora a imprensa para dar a volta por cima no São Paulo

170

GazetaEsportiva.net

Marcelo Baseggio

As duras críticas veiculadas na imprensa em relação ao péssimo desempenho do São Paulo nesta temporada parecem não afetar Rodrigo Caio. Tido como um dos pilares da equipe do Morumbi, o zagueiro, apesar do momento delicado de sua equipe, vem colecionando convocações para defender a Seleção Brasileira e tem como arma não acompanhar as pautas dos meios de comunicação para seguir atuando em alto nível.

“Eu não procuro acompanhar meios de comunicação de esportes, isso é algo que eu coloquei na minha cabeça, porque, na minha opinião, isso não nos ajuda em nenhum momento. A gente é jogador de futebol, sabe da responsabilidade que tem. Ficamos ouvindo pessoas que só sabem criticar, só querem o mal da gente. Procuro filtrar, viver minha vida, mas respeito a opinião de cada um”, afirmou Rodrigo Caio.

Rodrigo Caio revelou que não dá atenção para o que é falado na imprensa (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Embora Rodrigo Caio seja figura constante entre os selecionados do técnico Tite para defender a Seleção Brasileira, críticas em cima dele têm sido cada vez mais constantes. Inevitavelmente parte da responsabilidade pela equipe estar onde está atualmente cai sobre seus ombros, e a exaltação com a qual teve de lidar quando era cotado para se transferir à Europa aos poucos vem se transformando em desaprovação por parte da imprensa e de torcedores mais exigentes.

“Sei muito bem as minhas condições, me capacitei para chegar à Seleção. Não cheguei lá por acaso. Todas as oportunidades que tive, aproveitei da melhor maneira possível e sei que tenho plenas condições de estar na Copa do Mundo. Vou procurar trabalhar diariamente com a minha equipe, mostrar nos jogos o meu potencial e tenho certeza que, com foco e dedicação, vou conseguir isso”, prosseguiu o zagueiro são-paulino.

“As pessoas esperam as coisas negativas, uma desgraça para criticar, para falar que o cara é ruim, que o cara não merece, que ele caiu na Seleção por acaso. Acho que isso aí é falado por pessoas que não entendem nada. Sou muito sincero no que eu falo, sei muito bem das minhas condições, do que eu mereço. O momento do São Paulo não é dos mais favoráveis, mas a gente trabalha todos os dias para tirar o São Paulo dessa situação”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

20 − dez =