Interino quer Rosario paciente para eliminar Tricolor na Sul-Americana

333

GazetaEsportiva.net

Imagem relacionada

O Rosario Central treinou na manhã desta terça-feira na Academia de Futebol, CT do Palmeiras, se preparando para enfrentar o São Paulo, nesta quarta, no Morumbi, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. Após a atividade, o técnico interino da equipe argentina, José Chamot, falou com a imprensa e contou um pouco sobre como seus comandados irão se comportar contra o Tricolor. Na visão do treinador, é preciso ter paciência para garantir a classificação.

“É um jogo que se joga com inteligência. É importante saber que a partida não se ganha nos primeiros dez minutos, mas, sim, nos 95 minutos, que seja. A ideia é essa: saber jogar o que viemos preparando”, disse Chamot.

O Rosario Central, porém, parece não estar atuando com toda essa calma e sabedoria que seu técnico interino, que estreou no último sábado, prega. Vindo de quatro derrotas seguidas no torneio nacional, os Canallas terão de deixar de lado a péssima fase na temporada para, enfim, recompensar seu torcedor.

Após o empate em 0 a 0 com o São Paulo, no jogo de ida da Sul-Americana, o Rosario Central perdeu de 2 a 0 para o River Plate. Em seguida, foi superado pelo Racing pelo mesmo placar. O pequenino Defensa y Justicia (3 a 1), que já eliminou o Tricolor do torneio continental em questão, e o Arsenal de Sarandí (4 a 0) foram os outros times que também acabaram levando a melhor sobe os Canallas no Campeonato Argentino.

“O importante é seguir crescendo e sentindo que a cabeça vai pondo em dia de tudo o que temos que fazer. A realidade é que nós temos que ser inteligentes e jogar a partida como tem que ser. É preciso estar bem preparado, trabalhar bem e nada mais”, completou o técnico interino do Rosario Central, que garantiu já ter a equipe definida, mas adotou mistério.

Após o empate sem gols no Gigante de Arroyito, o São Paulo precisa de uma vitória simples no Morumbi para avançar na Sul-Americana. O mesmo vale para o Rosario Central, de técnico novo e sem muito tempo para mudar a postura que o faz aparecer somente na 19ª colocação do Campeonato Argentino.