Após derrota para o São Paulo, time do Vitória dispara contra a arbitragem

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Atuação do árbitro Igor Benevenuto gerou revolta no time do VitóriaAtuação do árbitro Igor Benevenuto gerou revolta no time do Vitória

A derrota do Vitória no Morumbi ficou em segundo plano. Na saída de campo e nos vestiários, os jogadores do time rubro-negro reclamaram de maneira muito forte do árbitro Igor Junio Benevenuto de Oliveira ao expulsar Yago após lance polêmico com Nenê.

Aos 34 minutos da etapa inicial, o meia fez falta no jogador do São Paulo que reagiu com um tapa no atleta do Vitória. Yago teria respondido a agressão, mas não atingiu o seu adversário. No meio da confusão, apenas o jogador do clube baiano foi expulso.

“Foi uma palhaçada. Até os jogadores do São Paulo falaram que o juiz brincou no jogo. Às vezes, o árbitro sofre a pressão de jogar no estádio que é o mandante. Ele não errou. Ele teve má fé e quis ser o protagonista do evento”, afirmou Neilton à rádio Transamérica.

Quem também não mediu palavras foi Rhayner. Em depoimento à rádio Metrópole, o meia-atacante deu sua versão sobre o lance e disparou contra o árbitro.

“Ele agiu de má fé. O quatro árbitro falou comigo que avisou que o Nenê também deu um tapa. Se o Nenê não tivesse feito nada, não teria tomado o amarelo. O juiz não tem critério para dar vermelho para um e amarelo para outro. Ele falou na minha frente: ‘Fica na sua’ para o quarto árbitro. São coisas que são inadmissíveis no futebol. A equipe vem aqui para jogar, sabendo que é difícil jogar contra o São Paulo aqui, sabendo da qualidade deles. A gente teve chances, fazendo um jogo parelho. Mas o juiz faz uma coisa dessa, acabou com a equipe na partida”, afirmou.

FONTE: LANCE

Comentários Facebook