Sem Militão e Hudson, São Paulo pode ter Bruno Peres no domingo

878

UOL

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Militão está suspenso e deixará o SP em agosto para jogar no Porto. Peres (foto) deverá herdar vagaMilitão está suspenso e deixará o SP em agosto para jogar no Porto. Peres (foto) deverá herdar vaga

Emprestado ao São Paulo pela Roma até o fim da próxima temporada, o lateral-direito Bruno Peres pode estrear com a camisa do Tricolor no próximo domingo, contra o Cruzeiro. Por conta das suspensões de Hudson e Éder Militão, ambos pelo terceiro cartão amarelo, a comissão técnica deve relacionar o jogador recém-contratado para o duelo no Mineirão.

A princípio, o planejamento doo técnico Diego Aguirre era de que Bruno Peres estreasse apenas na primeira quinzena do mês de agosto. Até lá, a ideia era de que o jogador fizesse uma espécie de pré-temporada no CT da Barra Funda, pois estava de férias na Europa e necessita recuperar o ritmo de jogo antes de estrear pelo clube do Morumbi.

Como Militão levou o terceiro cartão amarelo contra o Grêmio e não tem condição de encarar o Cruzeiro, o São Paulo necessita de um lateral substituto. Atualmente, com a saída de Bruno para o Bahia e a suspensão do contrato de Régis por problemas pessoais, o elenco tem apenas o volante Araruna à disposição para jogar naquela posição.

O problema, no entanto, é que Aguirre vai precisar de Araruna para jogar no meio de campo, já que Hudson está suspenso e Jucilei se recupera de um estiramento na coxa esquerda. O garoto Luan, de apenas 19 anos, é uma opção, mas foi promovido ao elenco principal há menos de dez dias.

Diante da complicada situação, a comissão técnica deve se reunir nesta sexta para decidir sobre a convocação de Bruno Peres para o duelo em Belo Horizonte. O jogador está em São Paulo, trabalhando no CT da Barra Funda, e pode ser integrado ao time, que está em Porto Alegre e viaja direto para a capital mineira.

No próximo domingo, às 16h, o Tricolor do Morumbi mede forças com a Raposa pela 16ª rodada do Brasileirão. Apesar da derrota para o Grêmio, a equipe paulista segue na vice-liderança e permanece na perseguição ao Flamengo pela ponta da tabela.

2 COMENTÁRIOS

  1. o problema é que o Militão, em ambos os gols, tirou o pé…vendeu entrega… o Lucas foi exceção, porque ele quis e gostava mesmo do SPFC, e deu um puta lucro, não fez a frescura do Militão…

  2. Três jogos com juízes cariocas. Dizem que os jogos do Flamerda só tem juizes paulistas; mas os paulistas são honestos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

quatro + dez =