Discrição e influência nos bastidores: como Raí ajuda a levantar o São Paulo de novo

GloboEsporte.com

Leandro Canônico

Até aqui, trabalho do executivo de futebol do Tricolor tem sido muito elogiado internamente. Inclusive pelos reforços contratados.

 

Diego Souza, Everton, Everton Felipe, Bruno Peres e até Valdívia, que já saiu do São Paulo… Todos eles exaltaram, na chegada ao clube, a participação de Raí, executivo de futebol, nas negociações. A atuação do ídolo do Tricolor nos bastidores, aliás, tem sido muito elogiada internamente.

Raí raramente dá entrevistas para falar do seu trabalho como diretor. Esse papel, de aparecer mais para a imprensa, é do coordenador Ricardo Rocha.

O papel de Raí tem sido participar ativamente de todas as contratações e usar seu prestígio e histórico como jogador para convencer os reforços. Na última quarta-feira, Everton Felipe, último contratado pelo Triclor, falou que “quando o Raí liga, as coisas mudam”.

– Ele é fundamental em muitas coisas nesse clube, inclusive na vinda de muitos jogadores. Eu falo sempre: ‘vai’. Quando o Raí aparece as coisas mudam. Como foi comigo, eu estou no São Paulo hoje pelo projeto que ele me mostrou – falou Ricardo Rocha.

Raí ao lado de Diego Aguirre e Ricardo Rocha no CT (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Raí ao lado de Diego Aguirre e Ricardo Rocha no CT (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

– Eu estou falando algumas coisas com vocês porque nessa semana eu tive uma conversa com o Bruno Peres. Ele me falou que tinha outras coisas, mas que quando o Raí falou do projeto que ele pensa, quis jogar no São Paulo – acrescentou.

No começo da temporada, Raí chegou a ser criticado por ter contratado Nenê e Tréllez, por exemplo. Os dois não tinham sido pedidos pelo então técnico Dorival Júnior, demitido em março após derrota para o Palmeiras.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, deu carta branca para Raí comandar as negociações. Mas não crê que o fato de ter um ídolo no cargo mais alto do futebol seja o único motivo para o sucesso do líder do Brasileirão.

– Não diria que é o motivo principal, mas eu diria que está sendo uma contribuição importante pela vivência, experiência e pelo amor que ele tem pelo clube. Sem detretimento de outros que passaram pela direção – disse Leco.

Raí nas apresentações de Tréllez e Nenê (Foto: Marcelo Hazan)

Raí nas apresentações de Tréllez e Nenê (Foto: Marcelo Hazan)

Raí, aliás, é o oitavo diretor de futebol do São Paulo desde que Leco assumiu a presidência, em outubro de 2015. Até agora, o diretor contratou 11 reforços para o Tricolor, dos quais apenas Valdívia, que estava emprestado pelo Inter, foi negociado com o futebol árabe.

Os demais seguem no clube: Jean, Diego Souza, Nenê, Tréllez, Anderson Martins, Everton, Gonzalo Carneiro, Rojas, Bruno Peres e Everton Felipe.

Facebook Comments