Militão explica saída do São Paulo e “fuga” de entrevistas: “Não é marra, é meu jeito”

1731

GloboEsporte.com

André Hernan

Lateral-direito, negociado com o Porto, fala com exclusividade ao Globo Esporte.

 

Éder Militão se despediu do São Paulo no último domingo, na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, no Morumbi, pelo Brasileirão. Um dia antes, no CT da Barra Funda, o lateral-direito formado no clube atendeu o Globo Esporte e falou sobre a decisão de não renovar com o Tricolor e acertar contrato de cinco temporadas com o Porto, de Portugal.

– Quando se trata de Europa eu sonho muito em ir. Foi uma coisa que eu decidi, pela minha cerreira, jogar na Europa, jogar uma Liga dos Campeões. Deixo um reconhecimento pelo que fizeram, pelo homem que se formou desde os 13 anos de idade. Hoje saio pela porta da frente e cabeça erguida – afirmou Militão.

Desde que foi promovido ao profissional, em2017, Éder Militão sempre evitou entrevistas. Ele explicou essa aversão às câmeras.

– É meu jeito, o povo fala que tenho personalidade muito boa, mas é meu jeito, não é marra, nem que eu me acho. É meu jeito – explicou.

Éder Militão assina contrato com o Porto, ao lado do empresário Ulisses Jorge e do advogado Andrés Perez  (Foto: Divulgação)

Éder Militão assina contrato com o Porto, ao lado do empresário Ulisses Jorge e do advogado Andrés Perez (Foto: Divulgação)

Militão foi negociado com o Porto por R$ 30 milhões, dos quais R$ 17,3 milhões serão do Tricolor, e deixa o São Paulo após 57 jogos – 26 vitórias, 14 empates e 17 derrotas – e marcou quatro vezes.

Veja abaixo a reportagem do Globo Esporte com Militão:

Militão se despede com primeira e única entrevista como jogador do São Paulo

Militão se despede com primeira e única entrevista como jogador do São Paulo

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

quatro × 4 =