“Vai ser uma guerra”, diz Raí sobre duelo com o Colón na Sul-Americana

698

GazetaEsportiva.net

O São Paulo precisará se superar nesta quinta-feira, caso queira sair de campo com a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Tendo pela frente o Colón, fora de casa, o time comandado por Diego Aguirre terá de reverter a vantagem dos adversários construída no jogo de ida, em pleno Morumbi, por 1 a 0. Justamente por isso, o diretor de futebol tricolor, Raí, projeta uma “guerra” em Santa Fé, na Argentina.

“O importante é que a gente tem muita vontade de continuar na competição, vai ser uma parada duríssima hoje à noite, com um time que provoca, que adota a retranca, que está com vantagem. Vai ser uma guerra. As decisões tomadas mostram a vontade que a gente tem de continuar na Sul-Americana, temos ambições também nesse campeonato”, afirmou Raí ao SporTV.

Diretor de futebol do São Paulo projeta duelo bastante pegado em Santa Fé (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Quando cita as decisões tomadas, Raí se refere ao fato do técnico Diego Aguirre não pensar em levar a campo uma equipe alternativa mesmo brigando pelo título do Campeonato Brasileiro, teoricamente uma competição mais importante que a Sul-Americana. Dos titulares, apenas Diego Souza não viajou. O camisa 9 permanecerá em São Paulo se preparando para o confronto com a Chapecoense, no próximo domingo.

Mesmo não abrindo mão do talento de nomes como Nenê, Everton e Rojas, o São Paulo vem mostrando que o trabalho de prevenção por parte da preparação física está surtindo efeito. Hoje, não há qualquer atleta no departamento médico, fato que comprova o planejamento eficiente dos fisiologistas, médicos e membros da comissão técnica de Aguirre.

“O que nos deixa otimistas em poder tomar decisões mais ousadas é o fato de que hoje não temos nenhum jogador no departamento médico. Isso envolve um trabalho de prevenção com fisioterapeutas, fisiologistas, o preparador físico Fernando [Piñatares]… então, é raro, com a intensidade do futebol hoje, você não ter jogadores contundidos. Isso dá mais confiança para que a comissão técnica possa fazer escolhas”, completou o diretor de futebol do São Paulo.

O Tricolor entra em campo para decidir seu futuro na Sul-Americana nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio Brigadier General Estanislao López, em Santa Fé, na Argentina. A equipe brasileira precisa de uma vitória por dois gols de diferença para avançar, caso o Colón não balance as redes. Se os donos da casa marcarem, o time de Diego Aguirre se classifica com qualquer triunfo. Se superarem os rivais por apenas 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis.