Nicola: Em reunião, Leco banca Jardine em 2019 e promete vender atletas problemáticos

2053
Fonte: Jorge Nicola – Yahoo Esportes
Presidente do Tricolor admitiu que decidiu pela demissão de Aguirre (Fernando Dantas/Gazeta Press)

Nem Abel Braga, muito menos Cuca, tampouco Rogério Ceni. Na noite desta terça-feira, em reunião do Conselho Deliberativo do São Paulo, o presidente Leco assegurou que André Jardine é o Plano A do clube para a próxima temporada. O dirigente ainda prometeu uma limpa no elenco em dezembro para o caso de novos atos de indisciplina de atletas.

Durante um discurso que durou aproximadamente 30 minutos, Leco revelou que há um consenso entre os principais dirigentes do clube a respeito da efetivação, em breve, de Jardine. Os motivos: seu currículo extremamente vitorioso na base, o fato de ser um estudioso, conhecer o elenco e gostar de fazer seus times jogarem de maneira ofensiva, com posse de bola.

Ao menos entre os conselheiros presentes, a reação à notícia não foi das melhores. Tanto que alguns pediram a palavra e indagaram sobre a falta de experiência do treinador, de apenas 39 anos de idade. Mesmo assim, o presidente o bancou.

A demissão de Diego Aguirre, anunciada na noite de domingo, também rendeu perguntas. Leco admitiu que a dispensa do uruguaio passou pelo clima ruim no vestiário. Embora não tenha citado nomes, o Blog apurou que Nenê, Arboleda e Rodrigo Caio foram alguns dos que tiveram desentendimentos com o ex-comandante nas últimas semanas.

Leco ainda foi questionado sobre o que fará com os jogadores que teriam conspirado para derrubar Aguirre. A promessa, pelo menos em plenário, foi de que novos atos de indisciplina não serão aceitos. Algo como: quem não entrar na linha até o fim do ano fará parte de uma limpa que pode ser promovida pela diretoria em janeiro.

Diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí era esperado na reunião, mas não compareceu. Até por isso, o presidente precisou assumir a responsabilidade de informar sobre o departamento mais falado do clube. Leco, inclusive, afirmou que decidiu pôr fim ao ciclo de Aguirre depois de uma reunião com Raí e Alexandre Pássaro, na manhã de domingo.

A multa pela demissão do uruguaio vai obrigar o São Paulo a bancar seus salários até dezembro, quando acaba o contrato, conforme revelou o Blog nesta segunda-feira.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

1 + sete =