Pablo no São Paulo: o que há de verdade e mentira

3951

Jorge Nicola – Yahoo Esportes

Detalhes burocráticos separam o São Paulo de anunciar Pablo como reforço para 2019. Nem o Tricolor tampouco o Atlético-PR confirmam as cifras, mas especula-se que o acordo seja sacramentado por € 7,7 milhões (R$ 34 milhões), além do empréstimo de dois jogadores, com salários bancados pelo clube paulista.

Blog apurou que Raí e Alexandre Pássaro negociam a contratação de Pablo pelo menos desde o início de dezembro. Na semana passada, Raí chegou a viajar a Curitiba no dia da final da Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla, para tentar acelerar o acerto. Temia-se, na oportunidade, que o Flamengo pudesse levar a melhor pela capacidade de investimento.

Pablo, que já aceitou a proposta tricolor em relação a salários e tempo de contrato, teve papel decisivo para que o martelo possa ser batido nesta terça-feira. É que o presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mário Celso Petraglia queria esperar até janeiro para definir a situação, porque aguardava uma oferta chinesa de € 10 milhões (R$ 44,3 milhões). Porém, o centroavante, de 26 anos, descartou a mudança para a Ásia e deixou claro que queria o São Paulo.

Pablo virará pai em breve e entendeu que seria importante ficar no Brasil nos primeiros anos de vida do filho. 

Nas últimas horas, ainda correu a informação de que a Doyen Sports emprestaria os € 7,7 milhões ao São Paulo. Uma fonte tricolor garantiu que não há qualquer movimento para que a empresa participe da transação – o fundo ajudou Santos e Flamengo, por exemplo, nas contratações de Leandro Damião e Marcelo Cirino, respectivamente.

O São Paulo alega ter dinheiro – sua capacidade de investimento para 2019 está na casa dos R$ 50 milhões. Outro ponto: a possibilidade de dois jogadores ficarem por empréstimo no Furacão surgiu nas últimas horas, por imposição de Petraglia. A ideia tricolor era bancar apenas os € 7,7 milhões. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

3 × 3 =