Lateral-direito Régis é preso por confusão em motel na cidade de Maceió

1310

LANCE

Atualmente vinculado ao CSA, atleta passa novamente por problemas após saída turbulenta de sua última equipe, o São Paulo

Régis em treino do CSA

Foto: Morgana Oliveira/ASCOM CSA

Contratado nessa temporada para reforçar o elenco do CSA, o lateral-direito Régis se envolveu em uma confusão na cidade de Maceió que chegou a render a prisão do atleta. 

Segundo relato do funcionário de um motel localizado no bairro de Canaã ao diário TNH1 que preferiu não se identificar, ele tentou entrar no estabelecimento dando chutes no portão e aos berros acreditando que sua esposa estava com outra companhia no recinto. Fato esse, aliás, que não chegou a ser comprovado como verdadeiro.

Publicidade

– Ele estava sozinho e alegou que sua mulher estava dentro do motel. O segurança impediu e acionou a polícia. O pessoal pensou que era um assalto, pois a maneira que ele chegou fez parecer isso.

Apesar do atleta com passagem por São Bento e São Paulo ter sido detido, o motel não chegou a prestar queixa segundo o que foi declarado pelo delegado plantonista do último domingo na Central de Flagrantes, Lucimério Campos:

– Houve a lavratura de um procedimento contra o jogador e o caso foi regularmente comunicado ao Juizado Especial Criminal da Capital. A funcionária do motel foi ouvida como testemunha. Não houve por parte de nenhum estabelecimento denúncia de dano ao patrimônio privado.

O CSA, através de um breve comunicado, preferiu não dar maiores detalhes sobre como irá proceder com a situação:

– O CSA foi comunicado de um incidente com o atleta Régis Ribeiro de Souza na madrugada desta segunda-feira em Maceió. O clube, através do Presidente do Conselho Deliberativo e integrante do Conselho Gestor do futebol, Raimundo Tavares está tratando do assunto internamente, e tomando as providências. 

Essa não é a primeira vez que o lateral tem sua carreira atrapalhada por problemas extra-campo. 

Durante a passagem pelo time paulista, Régis chegou a ficar afastado por um tempo do clube tendo seu contrato congelado para tratar de seu quadro de dependência clínica. Além disso, quando encerrou o contrato com o São Paulo e se mudou para Brasília, foi preso acusado de tentar invadir o apartamento de um vizinho em outubro do ano passado.

1 COMENTÁRIO