Ponte Preta joga melhor, vence e pressiona São Paulo para decisão na Libertadores

132

GloboEsporte.com

Macaca vai bem no Moisés Lucarelli, marca com Hugo Cabral e reage no Paulistão; Tricolor testa opções, não acerta um chute a gol e preocupa para duelo contra Talleres.

RESUMÃO

  • O Jogo
  • Ponte vence e pressiona São Paulo
  • A Ponte Preta reagiu no Campeonato Paulista, venceu o São Paulo por 1 a 0, na noite deste sábado, no Moisés Lucarelli, e colocou pressão ainda maior no rival às vésperas de uma decisão na Copa Libertadores. Hugo Cabral, que entrou no segundo tempo, foi autor do gol da vitória da Macaca, que sonha com classificação à próxima fase. O Tricolor, por sua vez, volta as atenções para o jogo contra o Talleres, quarta-feira, quando precisará vencer por três gols de diferença para se classificar – e o time vai com mais dúvidas do que certezas para o jogo.
  • Veja os melhores momentos:

Melhores momentos: Ponte Preta 1 x 0 São Paulo pela 6ª rodada do Campeonato Paulista.

Como fica?

A vitória leva a Ponte aos oito pontos, ainda terceira colocada do Grupo A, atrás de Santos e RB Brasil. O São Paulo é líder do Grupo D, com nove pontos, mas vê o Oeste alcançar o número – o Tricolor supera o rival nos critérios de desempate.

Testes para a libertadores

André Jardine observou alternativas no São Paulo, mas não obteve as respostas esperadas. Na direita, Araruna avançou pouco e errou passes. Mais recuado, Hernanes perdeu poder de criação, cometeu faltas e levou um cartão amarelo por reclamação. Aberto pela direita, Antony tentou dribles, foi à linha de fundo, mas ficou muito isolado no setor. O time não acertou um chute sequer a gol e foi castigado no fim – a Ponte jogou melhor.

Jorginho no camarote

Contratado pela Ponte Preta para substituir Mazola Júnior, demitido durante a semana, Jorginho assistiu ao jogo e vai assumir a equipe na sequência – neste sábado, a Ponte foi comandada pelo interino João Paulo Sanches.

Fala, hernanes!

Confiante para a decisão contra o Talleres, o capitão falou que não é hora de desespero.

Hernanes diz que resultado ruim contra a Ponte não tira esperança na Libertadores: "Não tem desespero"

Hernanes diz que resultado ruim contra a Ponte não tira esperança na Libertadores: “Não tem desespero”.

Primeiro tempo

O São Paulo esperava ter maior poder de criação com Hernanes (recuado como segundo volante) e Nenê (um pouco mais avançado) juntos – mais o trio de ataque com Antony, Everton e Gonzalo. No entanto, o cenário foi semelhante ao do primeiro tempo contra o Talleres, com o Tricolor rodando a bola, tendo aparente controle do jogo, mas sofrendo com contra-ataques – a Ponte criou com Matheus Oliveira, logo no primeiro minuto, e Gerson Magrão, que exigiu boa defesa de Tiago Volpi em chute forte. Sem imaginação, o Tricolor não teve nenhuma finalização certa nos 45 minutos iniciais, mas abusou dos cruzamentos. E teve 66,7% de posse de bola… Os dados são do Footstats.

Nenê cruza na área e Arboleda cabeceia para fora, aos 45 do 1º tempo

Nenê cruza na área e Arboleda cabeceia para fora, aos 45 do 1º tempo.

Segundo tempo

Ainda sem criatividade, o São Paulo teve Hernanes mais avançado no início do segundo tempo, perto de Nenê, mas a experiência só durou 15 minutos – quando o capitão foi substituído por Igor Vinícius. Ao ver a inoperância do rival, a Ponte se soltou, colocou um lateral mais avançado, Luis Ricardo, e passou a criar. Na bola aérea, a senha para o gol: até que Gerson Magrão cobrou escanteio, Renan Fonseca desviou para trás, e Hugo Cabral marcou. Vitória justa para quem buscou mais. O São Paulo completou o jogo sem acertar uma finalização sequer.

Gol da Ponte Preta! Gerson Magrão cruza, Renan Fonseca desvia e Hugo Cabral antecipa Reinaldo para abrir o placar, 32 do 1º

Gol da Ponte Preta! Gerson Magrão cruza, Renan Fonseca desvia e Hugo Cabral antecipa Reinaldo para abrir o placar, 32 do 1º.

Fabuloso na área

Ídolo de Ponte Preta e São Paulo, o Fabuloso assistiu ao jogo nas tribunas do Moisés Lucarelli. Ele aparece na imagem logo depois do gol perdido por Thalles, da Ponte .

Tiago Volpi defende chute de Gerson Magrão e, no rebote, Thalles perde ótima chance, aos 31 do 1º

Tiago Volpi defende chute de Gerson Magrão e, no rebote, Thalles perde ótima chance, aos 31 do 1º.

Atuações do são paulo

Público e renda

Público: 4.144 pagantes.

Renda: R$ 94.130,00.

Próximos jogos

O São Paulo volta a campo na quarta-feira, contra o Talleres, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, precisando vencer por três gols para avançar à próxima fase da Libertadores. A Ponte, por sua vez, estreia na Copa do Brasil nesta terça-feira, contra a Aparecidense, às 19h15 (de Brasília), fora de casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

quinze + cinco =