Protesto da torcida do São Paulo pela eliminação começa com bola rolando; Leco é o principal alvo

547

GloboEsporte.com

Leandro Canônico e Marcelo Hazan

Veja como foi a reação dos são-paulinos à queda precoce para o argentino Talleres.

Protesto da torcida do São Paulo pela eliminação começa com bola rolando; Leco é o principal alvo

Marcos Ribolli

Os protestos da torcida do São Paulo por conta da vexatória eliminação para o argentino Talleres, na noite desta quarta-feira, na segunda fase da Copa Libertadores da América, começaram ainda com a bola rolando no Morumbi, no meio do segundo tempo.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que deixou seu camarote no Morumbi antes do fim da partida, foi o principal alvo da ira dos torcedores são-paulinos.

Durante o segundo tempo, os xingamentos a Leco começaram a surgir na arquibancada e ficaram mais intensos depois de confirmada a queda precoce do Tricolor na Libertadores de 2019.

Policiais observam protesto da torcida do São Paulo do lado de fora do Morumbi — Foto: Fabíola Andrade

Policiais observam protesto da torcida do São Paulo do lado de fora do Morumbi — Foto: Fabíola Andrade

Dos jogadores, apenas Arboleda teve o nome gritado pela torcida ao fim do jogo. O equatoriano realmente foi o melhor em campo do São Paulo, ao lado do também zagueiro Bruno Alves. Além disso, o nome do ex-técnico Muricy Ramalho foi lembrado – ele comentou a partida pelo SporTV.

Depois do fim do jogo, torcedores se concentraram no portão principal do Morumbi e continuaram os protestos contra Leco e também contra o técnico André Jardine (veja no vídeo abaixo). A tropa de choque da Polícia Militar ficou a postos para evitar confusão maior.

Torcida do São Paulo protesta após eliminação na Libertadores

Torcida do São Paulo protesta após eliminação na Libertadores

2 COMENTÁRIOS