Com golaço de Carlos Eduardo, Palmeiras vence o São Paulo e se classifica

140

GloboEsporte.com

Atacante entra no segundo tempo e acerta um lindo chute para dar a vitória ao Verdão no Choque-Rei.

  • Que golaço!
  • O Choque-Rei deste sábado serviu de redenção para Carlos Eduardo. Criticado pela torcida por conta de atuações ruins desde que chegou ao Palmeiras, no início do ano, o atacante fez um golaço e garantiu a vitória do Palmeiras por 1 a 0 no clássico contra o São Paulo, no Pacaembu, pelo Paulistão. O resultado classificou o Verdão para as quartas de final do torneio e deixou o Tricolor em situação complicada na briga por uma vaga. Os são-paulinos ainda ouviram mais vaias e protestos da torcida nas arquibancadas. Melhores momentos de São Paulo 0 x 1 Palmeiras pela 11ª rodada do Campeonato Paulista
  • São Paulo: última rodada decisiva
  • O São Paulo continua com 14 pontos, em segundo lugar no Grupo D, e passa a torcer para que o Oeste, terceiro com 12, não vença o Corinthians, neste domingo, em Itaquera. O Ituano lidera com 17. Na última rodada, o Tricolor enfrenta o São Caetano, quarta-feira, às 21h30, no Anacleto Campanella.
  • Palmeiras está garantido
  • A vitória no Pacaembu coloca o Palmeiras no mata-mata, mas ainda não assegura o primeiro lugar do Grupo B. O Verdão tem 22 pontos contra 19 do Novorizontino. Na última rodada, a equipe de Felipão recebe a Ponte Preta, quarta, às 21h30, na arena.
  • Primeiro tempo
  • São Paulo e Palmeiras fizeram um primeiro tempo de poucas emoções. Hernanes foi o único que assustou, aos 19 minutos, em cobrança de falta que Weverton espalmou. O goleiro ainda fez uma defesa espetacular em cabeceio de Carneiro, em lance que estava parado por desvio de mão de Pablo. O Palmeiras ficou mais tempo com a bola, mas pouco fez no ataque. Goulart, Dudu, Scarpa e Borja praticamente não apareceram. O São Paulo se posicionou atrás, tirou a velocidade do Verdão pelos lados e obrigou os zagueiros a saírem jogando. Aos 40, os palmeirenses reclamaram de um pênalti de Reinaldo em Goulart, ignorado pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto. Com a bola, o Tricolor também teve dificuldade. Hernanes e Antony tiveram bom desempenho, mas não conseguiram criar nenhuma grande oportunidade para Pablo e Carneiro.
Hernanes tenta levar o São Paulo ao ataque
  • Hernanes tenta levar o São Paulo ao ataque (Foto: Maurício Rummens / Estadão Conteúdo)
  • Segundo tempo
  • O Palmeiras voltou mais ligado na etapa final com a entrada de Carlos Eduardo no lugar de Borja. Logo no primeiro minuto, Dudu quase marcou em chute cruzado que passou raspando a trave. Goulart, aos 18, também teve ótima chance ao receber de Scarpa e chutar travado por Arboleda na área. Aos 25, o São Paulo perdeu Hernanes, com dores na coxa esquerda. Logo em seguida, o Verdão teve outra boa chance, com Carlos Eduardo, em cabeceio que cruzou toda a pequena área sem ninguém desviar. A queda de rendimento do Tricolor permitiu que o Palmeiras crescesse ainda mais e chegasse ao gol, aos 34. E que golaço! Carlos Eduardo tabelo com Dudu e soltou uma bomba de fora da área. A bola bateu no travessão e entrou. O São Paulo não demonstrou nenhuma força para reagir. O time se limitou a levantar bolas na área e facilitou a vida do Palmeiras.
Carlos Eduardo comemora o golaço no Pacaembu
  • Carlos Eduardo comemora o golaço no Pacaembu (Foto: Agência Estado)
  • Atuações do Palmeiras
Jogadores do Palmeiras comemoram o gol de Carlos Eduardo
Pablo em lance do clássico
  • Veja as notas dos jogadores do TricolorPablo em lance do clássico (Foto: Flavio Florido/BP Filmes)
  • Prass da zoeira
  • Fernando Prass brinca com golaço de Carlos Eduardo: “Errou o chute”Carlos Eduardo celebra gol no clássico e é cornetado por Prass: “Errou o chute”
  • São Paulo perdeu todos os clássicos em 2019
  • Não bastasse a eliminação na Libertadores e a situação complicada no Paulistão, o São Paulo perdeu os três clássicos que fez em 2019. Antes de ser batido pelo Palmeiras, o Tricolor havia sido derrotado por Santos (2 a 0) e Corinthians (2 a 1).
  • O retorno
  • Depois de dois anos, o árbitro Thiago Duarte Peixoto voltou a apitar um clássico. Em 2017, ele ficou marcado por confundir os volantes Gabriel e Maycon, do Corinthians, na aplicação de um cartão vermelho – expulsou Gabriel, mas era Maycon quem havia cometido uma falta sobre um jogador do Palmeiras. Desta vez, o juiz teve uma atuação bem mais discreta. Apesar de muitas reclamações de palmeirenses e são-paulinos, Thiago não se envolveu em nenhuma polêmica. O Verdão chegou a pedir pênalti de Reinaldo em Ricardo Goulart no primeiro tempo. O comentarista de arbitragem do Grupo Globo, Leonardo Gaciba, cravou que não houve penalidade.
Árbitro Thiago Duarte Peixoto na partida entre São Paulo e Palmeiras
  • Árbitro Thiago Duarte Peixoto na partida entre São Paulo e Palmeiras (Foto: Ricardo Moreira / Estadão Conteúdo)