Cuca confirma ao SPFC que está liberado para trabalhar antes do esperado

1307

UOL

Rubens Chiri/saopaulofc.net
Cuca, novo técnico do São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Cuca vai mesmo começar a dirigir o São Paulo antes do esperado. O treinador comunicou o clube que recebeu a liberação médica para iniciar o seu trabalho sem restrições (ou seja, podendo comandar o time) a partir do início de abril. Por isso, se o Tricolor conseguir avançar para a semifinal do Campeonato Paulista, a programação é de ele estar com os atletas a partir do dia 2 de abril.

Caso o time seja eliminado pelo Ituano nas quartas de final – o segundo duelo será nesta quarta-feira, em Itu -, o treinador poderá adiantar ainda mais o começo de sua era no Morumbi. Desta maneira, ele até poderia estar nos treinos do time nesta semana.

Por questões médicas, o técnico havia indicado ao clube que só poderia iniciar a sua trajetória à frente do time a partir do dia 15 de abril ou do fim do Campeonato Paulista. Porém, com a evolução do seu caso, ficou aberta a possibilidade de ele já assumir o comando antes do término do estadual.

Cuca consultou o médico cardiologista Constantino Constantini e repassou a avaliação para os integrantes do departamento de futebol tricolor. Um retorno antes do esperado em nada tem a ver com a situação do time na temporada.

Quando iniciar o trabalho no campo, Cuca não precisará passar por uma transição como auxiliar do interino Vagner Mancini. A ideia é ele já assumir a direção do time. Apesar de ainda não ter sentado no banco de reservas neste ano, Cuca mantém o contato próximo ao departamento de futebol do São Paulo.

Neste mês, por exemplo, ele esteve no CT da Barra Funda para conversar com o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, com o executivo de futebol, Raí, e com o gerente executivo, Alexandre Pássaro. No mesmo dia, ele ainda encontrou Mancini e buscou mais informações sobre o time. Na ocasião, ele se mostrou empolgado para dirigir a equipe, apesar da crise no estadual.

Cuca já pediu algumas contratações, como as de Roger Guedes, Tchê Tchê e Keno. No entanto, ele está ciente de que só poderá trazer alguém caso o Tricolor paulista negocie integrantes do seu elenco. Até o momento, o clube está mais próximo de acertar com Pato e Calazans, do Fluminense.