São Paulo e Palmeiras travam queda de braço por Alexandre Pato

1724

LANCE

Verdão sinaliza com oferta financeira mais robusta, enquanto Tricolor aposta no carinho que o jogador tem pelo clube. Negociação ainda deve levar alguns dias para terminar

Alexandre Pato (Tianjin Quanjian)

Pato estava jogando no Tianjin Tianhai – (FOTO: AFP)

São Paulo e Palmeiras estão disputando a contratação do atacante Alexandre Pato, que está livre no mercado após pagar a rescisão com o Tianjin Tianhai, da China. Os rivais têm trunfos diferentes e, neste momento, é difícil apontar um favorito a contratar o jogador de 29 anos.

O pacote financeiro que o Palmeiras sinalizou a Alexandre Pato, que engloba salários, luvas e outras premiações, é bem superior ao do São Paulo. Além disso, pesa a favor do clube a proximidade entre o seu diretor, Alexandre Mattos, e o empresário André Cury, que está à frente da carreira do atacante e o ajudou a sair da China.

Mesmo que suba a proposta, o São Paulo acredita que não vai conseguir concorrer financeiramente com o Palmeiras, mas conta com o carinho de Pato pelo clube como aliado. O jogador passou pelo Morumbi entre 2014 e 2015 e sempre disse a amigos que voltaria.

O Tricolor ficou com o orçamento apertado após ser eliminado de forma precoce da Libertadores e, ao liberar Diego Souza, iniciou um processo de diminuição da folha salarial para contratar reforços solicitados por Cuca. O técnico estava reticente quanto à busca por Pato por suspeitar que o clube não conseguiria bancar o goleador e também os jogadores solicitados por ele, mas a diretoria garantiu que uma coisa não anulará a outra. 

Já o Verdão adota o discurso de que não fará loucuras para ter Pato. O salário fixo dele seria semelhante ao de Dudu, o teto do clube. A grande vantagem do Palmeiras é o fôlego para oferecer luvas muito maiores que as do São Paulo diluídas no contrato.