São Paulo tenta vencer após um mês de seca: veja cronologia da crise

110

GazetaEsportiva.net

José Victor Ligero

Cada vez mais pressionado, o São Paulo enfrenta o Bragantino neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no estádio Nabi Abi Chedid, com um objetivo bem claro: voltar a vencer após um mês de maus resultados.

O último triunfo aconteceu no dia 3 de fevereiro, no estádio do Pacaembu, em duelo válido pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Na ocasião, o meia Hernanes marcou um lindo gol que deu a vitória por 1 a 0 sobre o São Bento, time de pior campanha na competição.

Desde então, o Tricolor amargou uma série de três derrotas e dois empates, com apenas um mísero gol marcado nesse período. Abaixo, veja a cronologia da crise que se instaurou no Morumbi.

06/02: Talleres-ARG 2 x 0 São Paulo
Com um atuação apática no jogo de ida da segunda fase preliminar da Copa Libertadores, a equipe então dirigida por André Jardine falhou defensivamente e perdeu por 2 a 0 em Córdoba, na Argentina. O resultado deixou o Tricolor em situação delicada no torneio, precisando vencer a volta por três gols de diferença.

09/02: Ponte Preta 1 x 0 São Paulo
Sem poupar titulares, o São Paulo voltou a campo três dias depois pelo Paulistão. Em Campinas, os comandados de Jardine foram inofensivos e acabaram castigados com um gol no fim da partida, aumentando a pressão para o duelo decisivo contra o Talleres.

13/02: São Paulo 0 x 0 Talleres-ARG
Em seu primeiro jogo no Morumbi na temporada, o Tricolor voltou a decepcionar a torcida. Embora precisasse de três gols, o time criou pouco e não passou de um 0 a 0 com os argentinos, resultado que sacramentou a precoce eliminação na principal competição do ano e que desencadeou uma série de protestos.

Durante e após a partida, a torcida hostilizou treinador, jogadores e diretoria. O nome de Muricy Ramalho foi cantado por boa parte do público. Leco, Raí e Jardine foram xingados no portão principal do estádio, assim como Nenê, Diego Souza e Bruno Peres.

14/02: Troca no comando
No dia seguinte ao vexame foi anunciada a saída de André Jardine do cargo de técnico e a contratação de Cuca. Em coletiva de imprensa, a diretoria informou que o novo comandante só poderia assumir a equipe por volta do dia 15 de abril, uma vez que o treinador ainda realiza tratamento cardiológico em Curitiba. O clube incumbiu o coordenador técnico Vagner Mancini de ocupar a função de forma interina enquanto Cuca não fica à disposição.17/02: Corinthians 2 x 1 São Paulo
Na estreia de Mancini, o São Paulo perdeu seu segundo clássico no ano – o primeiro foi a derrota por 2 a 0 para o Santos, no Pacaembu. Em um esquema especial, a delegação tricolor deixou a arena em diversos carros sem identificação e não retornou ao CT da Barra Funda, onde torcedores organizados protestavam à espera de jogadores e dirigentes.

24/02: São Paulo 0 x 0 Red Bull Brasil
Recepcionado de maneira fúnebre pela torcida, o Tricolor aumentou sua série sem vitórias. Com um a menos desde os 18 minutos do primeiro tempo – Gonzalo Carneiro foi expulso -, o time da casa passou sufoco por boa parte do jogo e só não foi derrotado porque Tiago Volpi fechou o gol.