Cuca deve promover rodízio e mudar o time nos próximos jogos do São Paulo

634

UOL

José Eduardo Martins

Marcello Zambrana/AGIF

Nos próximos dias, o São Paulo terá uma sequência de jogos decisivos pela frente. O Tricolor paulista enfrenta o Bahia neste domingo, a partir das 11h, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, terá outro duelo com a equipe nordestina, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e joga o clássico com o Corinthians, no dia 26, na Arena. Por isso, o técnico Cuca deve promover uma espécie de rodízio e fazer algumas alterações no time.

“Vamos crescer. Tem jogadores que fizeram três jogos, Toró, Pato, Hernanes entrando em melhor condição… Com entrosamento, eles vão evoluir. Certamente vai ter força de grupo. Em 15 dias vamos fazer cinco jogos. Demorou no futebol brasileiro para entender que tem de rodar. Em 2016, no Palmeiras, falavam que eu não repetia o time. Não tem necessidade de repetir, se todos estão treinando bem. Hoje é comum rodar o elenco. Com viagens e sequência de jogos, calendário apertado, se não rodar, estoura todo mundo”, afirmou Cuca.

Uma das dúvidas é se Hernanes vai ser escalado como titular. Na rodada anterior, contra o Fortaleza, o Profeta foi destaque positivo ao entrar no decorrer do confronto e fazer o gol da vitória. Recuperado de lesão cervical, Pato também não está confirmado entre os 11 neste domingo. “Ontem ele [Hernanes] estava com dores nas pernas, porque estamos treinando forte. Faz parte do condicionamento, porque vão repetir no jogo o que fazemos no treino. Ele vem evoluindo. Não sei se tem condição ideal para 90 minutos, mas está melhorando. Temos muita confiança nele”, disse Cuca.

“Ele [Pato] está treinando, evoluindo. É lógico que não está 100%, mas ainda tem hoje e amanhã. Probabilidade ainda é grande de voltar, mas não sabemos se aguenta o jogo inteiro. Ele ainda buscava uma sequência maior. E depois de quase 14 dias sem jogar, tem um déficit. Vamos estudar se começa ou não o jogo”, completou o treinador sobre Pato. Confira outros trechos da entrevista de Cuca:

Análise do nacional Podemos estar na liderança, pode acontecer de ter um vitorioso no clássico [entre Santos e Palmeiras] e dividirmos a liderança, o que não é ruim. Faltam cinco jogos para a parada para a Copa América. Depois, teremos um tempo para nos aprumarmos melhor em todos sentidos. Para depois ainda, termos um miolo e fim de campeonato em que o campeão será definido. Acho que esse ano será pau a pau até o fim, com talvez até mais de um time lutando.

Duelo com o Bahia e Brasileirão Em tudo que se propõe a competir estar entre os primeiros te motiva. Estar atrás preocupa muito, você tem de fazer um esforço incomum. Quando está em cima tem de fazer de tudo para se manter. Jogamos duas em casa e duas fora, agora enfrentamos o Bahia em casa. Seria um engano pensar que é um jogo mais fácil. Temos visto que o campeonato não tem jogo fácil. Tem de se preparar para um jogo difícil e fazer um bom jogo. Quando faz um bom jogo, fica próximo de um bom resultado.