Arboleda defende médicos do São Paulo e despista sobre futuro

111

GazetaEsportiva.net

Arboleda defendeu os médicos do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O zagueiro Arboleda defendeu os médicos do São Paulo nesta terça-feira após polêmica. Tony Ocampo, fisioterapeuta da seleção equatoriano, havia criticado o método de trabalho dos colegas que atuam na equipe paulista durante o tratamento de um estiramento na coxa esquerda sofrido pelo defensor.

Após o integrante do Departamento Médico do Equador pedir desculpas, foi a vez do próprio zagueiro acalmar os ânimos, saindo em defesa dos profissionais do São Paulo.

“Eu respeito muito todos do São Paulo, para mim eles são boas pessoas e bons profissionais. Minha lesão foi simples, apenas uma dor no treino, e aí falaram que eles são ruins, mas não, acho que o problema é meu mesmo (risos). Estou me sentindo bem”, disse o zagueiro aoSporTV.

Prestes a iniciar a caminhada na Copa América, a seleção equatoriana está hospedada em um hotel de Belo Horizonte, onde faz a estreia no domingo, no Mineirão, diante do Uruguai, ás 19 horas (de Brasília). Os comandados de Hernán Darío Gómez estão no Grupo C e enfrentam, além dos uruguaios, chilenos e japoneses.O futuro do zagueiro após o torneio de seleções, no entanto, é uma incógnita. Aos 27 anos, Arboleda é visto pelo São Paulo como uma peça negociável, já que o clube precisa arrecadar dinheiro após quedas precoces na Copa do Brasil e na Libertadores.

“Ainda não sei. Não depende de mim. A minha cabeça, agora, está na seleção equatoriana e no São Paulo, clube que eu respeito muito, que me abriu as portas. Eu estou muito contente em jogar pelo São Paulo”, declarou.