Marcão, ex-atacante de Ferroviária e São Paulo, morre aos 65 anos

188

GazetaEsportiva.net

Marcão foi um dos grandes ídolos da Ferroviária (Foto: Museus do Futebol e Esportes de Araraquara)

O ex-jogador Marco Benedito Marcelo, o Marcão, que vestiu as camisas de São Paulo e Ferroviária, morreu na madrugada desta sexta-feira (14), aos 65 anos de idade. O ex-atleta, que sofria com mal de Alzheimer, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Francisco, em Araraquara, e não resistiu a problemas de pressão baixa e febre.

O atacante foi revelado pela Ponte Preta e acumulou passagens por Figueirense, Guaxupé-MG, América Mineiro, XV de Jaú, Inter de Limeira, Vitória e Ferroviária. Depois, foi negociado com o São Paulo em 1983. Pelo Tricolor, marcou um gol na final do Campeonato Paulista daquele ano, que terminou com vitória do Corinthians por 2 a 1 no placar agregado.

Após o time do Morumbi, Marcão ainda passou por  América-RJ, Araçatuba e voltou para a Locomotiva. Pela equipe de Araraquara, marcou 59 gols, tornando-se o sétimo maior artilheiro e um dos grandes ídolos da história do clube. Ele encerrou a carreira pelo São Caetano, jogando ao lado Serginho Chulapa e Paulinho Kobayashi, e se aventurou como treinador, comandando Rio Branco, Anapólis, Guaxupé-MG e a própria Ferroviária.

O velório do ex-atacante foi realizado na Funerária Almeida e ele foi sepultado às 16h no Cemitério São Bento, em Araraquara.