Como foi a semana de confinamento do pressionado São Paulo em Cotia

338

UOL

José Eduardo Martins

Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo teve uma semana para tentar se reciclar nesta temporada. Pressionado após um início de ano muito aquém do esperado – com eliminações precoces na Copa do Brasil e na Copa Libertadores -, o elenco ficou isolado no regime de concentração em Cotia. A imprensa não pôde acompanhar os treinamentos e a torcida ficou sem acesso aos jogadores. Além de tranquilidade para trabalhar no campo, a ideia era unir ainda mais os atletas e promover uma integração com as categorias de base, que utiliza as dependências do CT localizado na Grande São Paulo.

Para atingir tais objetivos, algumas atividades fora do campo também foram importantes. Por exemplo, os jogadores acompanharam juntos em uma área de convivência do CT as partidas da seleção brasileira na Copa América.

As instalações tricolores também contam com outras opções para os atletas poderem ter estes momentos de confraternização, como um salão de jogos com mesas de tênis de mesa, pebolim e bilhar. Nos quartos, é possível jogar videogame. O lazer também poderia ficar por conta da música. Hernanes, por exemplo, postou um vídeo tocando violão. A comissão técnica, por sua vez, fez um balanço bastante positivo do trabalho no campo. As atividades foram intensas. Os jogadores chegaram até a treinar em dois períodos em dois dias da semana (terça e quinta-feira). A programação contou ainda com um jogo-treino com o São Bento.

O convívio com os jovens da base era constante. Os garotos puderam até acompanhar parte dos treinos do time principal. Alguns integrantes do elenco profissional, como Antony e Luan, puderam matar também a saudade dos tempos em que viviam em Cotia. De quebra, ainda tiveram a chance de encontrar com ex-atletas, como França e Lucas Moura, que visitaram a casa tricolor. Ontem, depois de seis dias de trabalho, o elenco ganhou uma folga.

Novidade e jogo-treino O São Paulo vai ter mais uma semana para trabalhar em Cotia. Dentro da programação dos próximos dias está marcado um jogo-treino contra o Cuiabá, na sexta-feira (5). O técnico Cuca deve contar com o retorno de Arboleda, que defendeu o Equador na Copa América. O zagueiro, no entanto, é visto como um dos principais ativos do clube e já despertou o interesse de equipes estrangeiras. Por isso, é cogitada a sua transferência.