Ceará vai ao STJD para tentar anular partida contra São Paulo

224

GazetaEsportiva

Além da estreia de Daniel Alves, o jogo do último domingo entre São Paulo e Ceará foi marcado por um lance polêmico. O Tricolor vencia por 1 a 0, quando Felippe Cardoso foi atingido por Thiago Volpi dentro da área e o árbitro não apontou para a marca penal. O árbitro também não foi chamado para a cabine do VAR para avaliar o lance. Diante disso, o clube do Nordeste enviou uma nota ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para pedir a anulação do confronto.

Volpi não se pronunciou sobre o lance (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O presidente do clube, Robinson de Castro, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira para explicar os passos do Ceará no processo.

“Impetramos uma ação no STJD buscando primeiro a ter acesso ao áudio, que deve ter acontecido entre o árbitro de campo e os de vídeo, para saber o que eles conversaram, se é que conversaram. Precisamos disso para entender exatamente até onde está nosso direito. E pedimos também a anulação da partida. Não quero dizer os detalhes que foram utilizados na peça. Estamos nos mexendo para evitar que outros erros ocorram e para que a gente consiga reparar esse”, afirmou.

O mandatário afirma não ter dúvida do lance. “Houve uma falha absurda de quem estava dentro de campo e de quem estava na sala de equipamentos com a tecnologia à disposição”, completou.