São Paulo supera sofrimento “à moda antiga” e entra na briga pelo título

372

UOL

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

Resultado de imagem para São Paulo supera sofrimento "à moda antiga" e entra na briga pelo título

A vitória por 1 a 0 sobre o Athletico, ontem, fez o são-paulino passar por um turbilhão de emoções até chegar ao final feliz. O Tricolor segurou o time paranaense do jeito que deu e entrou de cabeça na disputa pelo título brasileiro, fazendo valer todo o sofrimento de quem tentou acompanhar a partida sem transmissão de TV. O jogo não passou na televisão nem na internet, e quem não estava na Arena da Baixada precisou se contentar com o rádio, na torcida à moda antiga. Também houve “links piratas”, que reuniram milhares de pessoas em vídeos ao vivo nas redes sociais, mas os travamentos e a lentidão acabaram por aumentar ainda mais o sofrimento do torcedor do São Paulo.

Em campo, Vitor Bueno abriu o placar em jogada trabalhada em velocidade (veja o vídeo abaixo), e o São Paulo foi aos poucos se recolhendo para jogar no contra-ataque. Em certo momento, Cuca fechou o time e passou a ter cinco laterais em campo para rebater os ataques do Athletico (Igor Vinícius, Juanfran, Reinaldo, Léo e Daniel Alves, que agora é meia). Como se não bastasse, a vitória só foi confirmada depois de dez minutos de acréscimos no segundo tempo. Mas a aflição valeu a pena: o Tricolor subiu a 30 pontos no Brasileirão para ficar apenas dois atrás do líder Santos.

Pelo rádio o sofrimento é em dobro A partida não foi transmitida na televisão por limitações contratuais envolvendo o Athletico e o Grupo Globo, e o rádio foi a salvação de muitos são-paulinos que não puderam ir ao estádio. Só que pelo rádio é aquilo: cada lance é um aperto no coração. Em um jogo importante e com pressão do adversário na reta final, o torcedor passou apuros.

“Até empatar?” Nem Cuca conseguiu segurar o coração na reta final do segundo tempo. O árbitro Daniel Nobre Bins deu seis minutos de acréscimos, adicionou mais dois e em seguida outros dois. Nervoso na beira do campo, o treinador reclamou muito com o quarto árbitro e pediu o final do jogo incessantemente. A torcida fez o mesmo nas redes sociais.

Brasileirão aberto, e São Paulo na briga É no mesmo embalo de “moda antiga” que o São Paulo tenta voltar a ser campeão brasileiro após 11 anos. Com 30 pontos e agora nivelado em número de jogos com os concorrentes, o Tricolor se iguala a Flamengo e Palmeiras para deixar o líder Santos ao alcance de uma vitória – são apenas dois pontos de diferença. O Tricolor volta a campo às 16 horas (de Brasília) de domingo (25), na visita ao Vasco da Gama, pela 16ª rodada.