Efeito Daniel Alves: São Paulo vê aumento em vendas de camisas e faturamento com produtos

330

GloboEsporte

Eduardo Rodrigues e Marcelo Hazan

Veja os números de agosto impulsionados pela contratação do capitão da seleção brasileira.

A contratação de Daniel Alves pelo São Paulo teve efeitos sentidos também fora de campo. O GloboEsporte.com teve acesso a alguns dos números do primeiro mês do jogador no clube, como aumento significativo nas vendas de camisas em um só mês, aumento dos sócios-torcedores e um faturamento líquido de cerca de R$ 5 milhões em agosto com a venda de produtos.

No total, entre salários, luvas, bônus e acordo pelos direitos de imagem, o São Paulo pagará em média cerca de R$ 1,5 milhão por mês pelo jogador. Mas o clube não considera esse valor como definitivo porque, caso consiga parceiros para ajudar no pagamento, esse número cai. O clube diz estar dentro do prazo para buscar parceiros e sinaliza ter conversas avançadas com duas empresas.

O valor que corresponde somente aos salários pagos pelo Tricolor é de aproximadamente R$ 500 mil. As parcelas da exploração da imagem (os valores não foram divulgados) serão pagas a partir do final de abril de 2020 de forma semestral.

Para compor esses valores, o São Paulo aposta na “marca” Daniel Alves para alavancar a média de público no Morumbi, as vendas de camisas, as ativações de licenciamentos, como vendas de copos especiais, chips, camisas comemorativas, dentre outras coisas.

No primeiro mês, a estratégia do departamento de futebol e do departamento de marketing deu resultado.

Abaixo, o GloboEsporte mostra alguns desses números de agosto, o primeiro mês de Daniel Alves no São Paulo:

  • Média de 46 mil pessoas nos três jogos de Daniel Alves no Morumbi e apresentação do atleta. A média do Tricolor no Brasileirão é de 29 mil pagantes;
  • Venda de camisas oficiais nas lojas da Adidas, fornecedora de materiais esportivos, apresentou crescimento de 450% em relação ao mês de julho;
  • Venda de produtos licenciados: copos (40 mil vendidos, o que equivale a cinco vezes mais do que no mês anterior), quatro mil chips de celular do clube vendidos e aumento nas vendas de camisas comemorativas;
  • Aumento de 7 mil novos sócios no mês de agosto;
  • Recorde na receita com venda de produtos em um só mês. O valor arrecadado com todas as ativações feitas pelo clube em agosto chega a aproximadamente R$ 5 milhões.

Daniel Alves faz alavancar venda de produtos no São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Dentro de campo, porém, Daniel Alves ainda não conseguiu desempenhar o seu melhor futebol. Em cinco partidas com a camisa do São Paulo, ele marcou apenas um gol e ainda não deu nenhuma assistência.

No próximo sábado, diante do Botafogo, às 11h, no Nilton Santos, ele estará em campo mais uma vez e deve voltar ao meio de campo. Contra o CSA, na última rodada do Brasileirão, ele atuou pela lateral direita após fazer os primeiros quatro jogos como meia armador.