São Paulo tem outros dois lesionados e fecha treino após queda de Cuca

289

UOL

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

A reapresentação do São Paulo na tarde de hoje foi marcada pela saída do técnico Cuca, e o interino Vagner Mancini assume já com duas más notícias: os desfalques de Toró, com estiramento muscular, e Everton, com lesão ligamentar. Os dois foram titulares na derrota por 1 a 0 para o Goiás, na noite de ontem, e tiveram atuações apagadas. Toró sofreu a estiramento no músculo posterior da coxa esquerda e foi substituído ainda no primeiro tempo; enquanto Everton sofreu trauma no joelho e saiu no intervalo.

A situação de Everton é a mais grave. Ele passou por exames hoje e foi diagnosticado com uma lesão parcial no ligamento cruzado posterior. Ele faz exames complementares amanhã, e pode até ser submetido a uma cirurgia. O mais provável é que o atacante só volte a jogar na temporada que vem. A dupla aumenta a lista de desfalques do São Paulo, que há dois jogos não conta com Alexandre Pato (estiramento). Raniel também não esteve à disposição contra o Goiás por causa de dores no joelho. Ao todo as baixas no ataque são cinco, porque Joao Rojas segue de molho após passar por outra cirurgia.

Treino fechado após saída de Cuca O inesperado pedido de demissão de Cuca mudou a programação do São Paulo nesta tarde. A previsão era de treino aberto à imprensa, mas as circunstâncias fizeram o clube optar por fechar a atividade. Amanhã Vagner Mancini comanda o único treinamento com elenco inteiro antes da visita ao Flamengo, líder do Brasileirão, às 19 horas (de Brasília) deste sábado (28). SÃO PAULO: Cuca comunica sua saída: “pensando mais no clube do que em mim” SÃO PAULO: Cuca justifica pedido de demissão: “trabalho não fluiu”.