Daniel Alves vê Diniz e Cuca com ideias opostas e chama Antony de “diamante” do São Paulo

917

GloboEsporte

Marcelo Hazan

Camisa 10 do Tricolor diz que novo técnico é “presente” da diretoria ao clube: “Agradecemos ao nosso presidente por ter nos proporcionado um treinador com ideias muito claras”.

Daniel Alves foi um dos líderes do elenco do São Paulo a pedir a contratação de Fernando Diniz (Hernanes, Pablo e Tiago Volpi também).

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Fortaleza, no último sábado, no Pacaembu, o camisa 10 foi questionado sobre as diferenças entre Cuca, que pediu demissão no dia 26 de setembro, e o atual comandante.

– São duas ideias bem opostas. O Cuca prezava por marcações individuais, prezava por coisas conceitualmente por parte dele que a equipe conseguia assimilar. Outras não tanto. Acredito que o Diniz veio dar esse “upzinho” (crescimento) no nosso time, de mais posicionamento, mais organização tática, mais personalidade de jogar independentemente da zona ou do lugar. Se planta um pouco da modernidade do futebol – disse Daniel Alves.

– Ele cresceu nos últimos tempos. Qualquer equipe é capaz de complicar durante o jogo, e o Diniz dá essa leitura que o jovem precisa, que uma equipe com tantos nomes e fenômenos como os que temos precisam, às vezes de uma direção. Uma direção moderna. Uma direção tática. O Diniz veio para aportar isso – completou.

Daniel Alves elogia Fernando Diniz e chama Antony de diamante do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Na mesma resposta, Daniel Alves encheu a bola de Antony, criticado ultimamente por parte da torcida do São Paulo. Diante do Fortaleza, o atacante de 19 anos perdeu duas chances claras de gol, mas se recuperou com uma assistência para Igor Gomes no segundo tempo.

– Por isso tenho certeza de que a partir desse momento o próprio Antony vai dar um passo à frente. O Antony é um diamante que temos hoje no São Paulo, e temos de polir bem. Deixa o menino jogar que ele vai aportar muita coisa para o São Paulo. Acredito que se o tricolor realmente sente as coisas do São Paulo às vezes tem de ter paciência, porque é um jogador jovem e com muita personalidade – disse.

– Nós vamos tratar de guiá-lo pelo melhor caminho para seguir aportando ao nosso time e ao São Paulo. Acredito que o São Paulo pode agradecer e levantar as mãos pro céu porque hoje tem um dos grandes destaques do futebol brasileiro – completou Daniel Alves.

Daniel Alves, Hernanes e Fernando Diniz conversam no São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Daniel Alves, Hernanes e Fernando Diniz conversam no São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Fernando Diniz estreou no São Paulo com um empate sem gols diante do Flamengo, no Maracanã, e venceu o Fortaleza de Rogério Ceni no segundo jogo. O técnico teve uma semana cheia para trabalhar com o elenco, tempo suficiente para receber muitos elogios de Daniel Alves.

– Sem dúvida nenhuma. A gente agradece ao nosso presidente (Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco) por ter nos proporcionado um treinador com ideias muito claras. Nosso presidente nos brindou esse presente e estamos muito felizes, porque entendemos o conceito, sabemos que os conceitos são muito modernos e vão nos ajudar a conseguir coisas importantes – disse Daniel Alves.

Convocado pela seleção brasileira para amistosos contra Senegal e Nigéria, Daniel Alves vai desfalcar o São Paulo diante de Bahia e Corinthians. Antony também perderá estes jogos, pois estará com a seleção olímpica de André Jardine para enfrentar Venezuela e Japão.

Além deles, Arboleda também está fora, pois recebeu o terceiro amarelo. Everton, Toró e Rojas são outras baixas, enquanto Alexandre Pato e Raniel são dúvidas.

Antony deu assistência para Igor Gomes na vitória do São Paulo sobre o Fortaleza — Foto: Marcos Ribolli

Antony deu assistência para Igor Gomes na vitória do São Paulo sobre o Fortaleza — Foto: Marcos Ribolli