Destaques do São Paulo tiram lições do vice da Copa do Brasil Sub-17: “Nos unimos muito”

347

GloboEsporte

Henrique Toth

Tricolor terminou a competição com a melhor defesa; Young, goleiro de dois metros, é um dos principais jogadores.

Antony, Luan, Liziero… Esses são alguns jogadores do atual elenco do São Paulo que já passaram pela categoria sub-17. Na última quarta-feira, o São Paulo foi vice-campeão da Copa do Brasil da categoria, ao perder a final para o Palmeiras. O GloboEsporte.com traz os principais destaques da campanha consistente do Tricolor para o torcedor ficar de olho.

Melhor defesa da competição com apenas sete gols sofridos, o Tricolor tem jogadores seguros no setor. Tudo começa pelo gigante debaixo das traves chamado Young. Com mais de dois metros de altura, o goleiro acumula boas defesas na competição.

Com apenas 17 anos, Young pode ter um futuro promissor no clube que, após a aposentadoria de Rogério Ceni, demorou para achar um goleiro de confiança. Tiago Volpi vem se destacando e dá indícios de ter tomado conta da posição.

– Um ponto positivo é que fomos quem mais ganhou no campeonato, perdemos justamente o último, mas o esporte é isso, alguns ganham e outros perdem. Vamos buscar títulos nos outros campeonatos. Pessoalmente, aprendi muito, pois jogamos partidas que exigem muito dos atletas e também em estádios históricos – disse Young.

São Paulo ficou com o vice-campeonato da Copa do Brasil sub-17 — Foto: Mauro Horita / CBF

A consistência defensiva do São Paulo também passa pela dupla de zaga Guilherme e Luizão. Patrick, lateral-esquerdo que entrou no segundo tempo da final, também demonstra boas qualidades.

No meio-campo, quem comanda tudo é Talles Costa, que não atuou na segunda partida da final por conta da suspensão pelo terceiro cartão amarelo. O jogador de 17 anos tem a capacidade de fazer a ligação entre defesa e ataque com qualidade.

Talles foi um dos jogadores do São Paulo convocados para a disputa da Copa do Mundo Sub-17, que será disputada no Brasil entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro. Além dele, Patrick e Juan foram convocados. Juan, com lesão, deu lugar a Lázaro, do Flamengo, na Seleção.

– Dá para tirar como aprendizado a evolução da equipe vista em campo, éramos bastante cobrados para competirmos mais, e fizemos isso. Nos unimos muito para chegar aqui, sempre jogamos quebrados, faltando jogadores pela Seleção, e a força do grupo nos fez chegar até aqui – afirmou Talles em entrevista após a partida.

– Essa final nos ensinou que temos que amadurecer ainda mais para vencer um jogo como esse, serve como aprendizado para não ter mais erros em outras finais – completou.

O artilheiro do Tricolor na competição foi o camisa 10 Pagé, com quatro gols marcados. Talles Wander, camisa 9 do time, marcou três vezes.

Jogadores levam aprendizado após derrota — Foto: Mauro Horita / CBF

Jogadores levam aprendizado após derrota — Foto: Mauro Horita / CBF

Artilheiros

  • Pagé – 4 gols
  • Talles Wander – 3 gols
  • Cachoeira, João Adriano, Marquinhos e Palmberg – 2 gols
  • Caue, Flávio, Pedrinho, Fabio, Leo, Juan e Luizão – 1 gol

Assistências

  • Caue e Marquinhos – 3
  • Juan e Léo – 2
  • Talles Wander, Vinicius, Flávio e Cachoeira – 1

Convocados

  • Patryck (lateral);
  • Talles (meia);
  • Juan (atacante).
Talles, Patryck e Juan, da esquerda para a direita — Foto: Divulgação São Paulo

Talles, Patryck e Juan, da esquerda para a direita — Foto: Divulgação São Paulo