Diniz cobra intensidade alta e marcação agressiva em treino do São Paulo

1231

UOL

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

O treino do São Paulo na manhã de hoje foi marcado pela intensidade. Fernando Diniz comandou atividade em campo reduzido durante quase duas horas, dividiu o elenco em grupos pequenos e cobrou velocidade e agressividade na marcação. Foram enfrentamentos de 5 x 5 em uma faixa bem curta do campo, e as jogadas começavam sempre pelos goleiros. Assim, ao mesmo tempo, Diniz treinou a troca de passes na saída de bola e a pressão adiantada, perto do gol adversário. “Quem marca melhor ganha o jogo”, repetiu o treinador durante a atividade.

Assim como havia feito ontem, hoje o treinador parou o treino para ajustar o posicionamento dos defensores na saída de bola. Quando o goleiro tem a bola, segundo ele, os zagueiros precisam recuar para abrir espaço para os laterais e meio-campistas dominarem o passe que receberem. “Você dá uns passos para trás e abre espaço para outro jogador jogar”, chegou a dizer. Helinho foi a única ausência no treino por causa de uma amigdalite. Ele perdeu o jogo contra o Flamengo devido a um trauma no ombro, treinou normalmente ontem mas hoje foi desfalque. Seja como for, deve ficar à disposição até o final de semana.

Fernando Diniz tem outros três dias de treino antes do duelo contra o Fortaleza, às 17 horas (de Brasília) deste sábado (5), pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O elenco volta ao CT da Barra Funda amanhã de manhã, quando apenas os 15 minutos iniciais do treinamento serão abertos à imprensa.