Diniz crê que convocações atrapalharam o time e defende DM do São Paulo

177

GazetaEsportiva

O técnico Fernando Diniz indicou que as convocações das seleções brasileiras principal e olímpica prejudicaram consideravelmente o São Paulo após o empate sem gols com o Bahia, na Arena Fonte Nova. Passado o confronto, o comandante tricolor analisou o desempenho de sua equipe e também aproveitou para elogiar o departamento médico do São Paulo, bastante criticado por conta das recorrentes lesões – nesta quarta, Pablo sentiu o adutor.

“O empate, pelo que aconteceu no jogo, talvez tenha sido bom, talvez não. É difícil até de falar, a gente estava mais perto de ganhar o jogo no primeiro tempo, pelo volume de jogo que tivemos. Os desfalques causados pelas seleções nos atrapalharam, o Corinthians, por exemplo, tem um desfalque só. Não dá para focar só no que aconteceu em relação às lesões, que são naturais no futebol”, afirmou Fernando Diniz.

Antes do intervalo, o treinador do São Paulo teve de “queimar” uma de suas substituições depois de Pablo ir ao chão sentindo o músculo adutor da coxa direita. O camisa 9 tricolor havia se recuperado recentemente de uma lesão de ligamento no tornozelo direito e tem grandes chances de perder o clássico contra o Corinthians por conta de um novo problema físico.

Justamente por isso, boa parte da torcida são-paulina reagiu pelas redes sociais criticando bastante o departamento médico do clube, que vem sofrendo com diversas lesões ao longo da temporada. Mas, Fernando Diniz fez questão de defender os profissionais tricolores após a partida.

“As pessoas que trabalham no DM sã ótimas. Às vezes, as lesões acontecem e queremos achar culpados. Ninguém sabe por que machuca ao certo. Às vezes, é por causa do jogador, que não falou o que estava sentindo. Às vezes, é o treinamento. O DM do São Paulo tem profissionais muito qualificados”, disse o técnico são-paulino, usando Alexandre Pato como base para seu comentário.

“Esperamos uma evolução física e tática [de Pato] no decorrer dos dias. Temos que premiar o departamento médico, que acelerou a volta dele”, completou Fernando Diniz, que contou pela primeira vez com Alexandre Pato nesta quarta-feira, já que o jogador se recuperou completamente de um estiramento na coxa direita que o tirou dos últimos quatro jogos da equipe.