Música ou futebol? Capa da GQ Brasil, Dani Alves fala sobre as 2 paixões

158

GazetaEsportiva

De volta ao futebol brasileiro, Daniel Alves vem criando alvoroço por onde passa com a delegação do São Paulo. Capa da revista GQ Brasil do mês de outubro, o lateral-direito tricolor falou sobre a paixão que possui pela música e também pelo futebol, mas qual das duas é a sua favorita? Talvez nem ele sabe a resposta.

“Brinco que, na verdade, sou músico e meu hobby é futebol. Quem sabe eu não lanço um álbum?”, disse Daniel Alves, aos risos.

Embora seja torcedor do São Paulo desde criança, Daniel Alves não retornou ao futebol brasileiro somente para realizar um sonho de infância. O camisa 10 do Tricolor paulista também tem o desejo de jogar a Copa do Mundo de 2022, quando terá 39 anos. Uma missão difícil, mas nem tanto para o maior campeão da história do futebol, com 40 títulos.

“Quero ir para a Copa de 2022. Depois eu penso em parar, sobretudo se o resultado for bom. Meu sonho não é conquistar 50 títulos, não vai caber nenhum troféu no meu caixão. Quero levar comigo sensações, momentos vividos”, prosseguiu.Mas a missão de Daniel Alves vai muito além das quatro linhas. Referência no mundo da bola, o capitão da Seleção Brasileira quer ser um exemplo não só no mundo dos esportes, mas também para toda a sociedade de seu país.

“O Brasil precisa urgentemente de grandes exemplos em vários setores. Somos um país muito egoísta, onde se o meu estiver bom, o do outro não importa. Assim não se cria uma nação sólida e nem sensibilidade entre as pessoas. Gostaria de ser uma dessas referências, esse é meu desafio aqui”, concluiu.