Na Seleção, Daniel Alves não reencontrará o Bahia, seu clube de formação

235

GazetaEsportiva

Nesta quarta-feira, o São Paulo visita o Bahia, na Fonte Nova, a partir das 21h. O confronto é vital na disputa por uma vaga na Libertadores de 2020, já que as duas equipes estão separadas por dois pontos na classificação. Daniel Alves, que está na Seleção Brasileira, é um dos desfalques do Tricolor e não enfrentará o Esquadrão de Aço, clube pelo qual foi revelado.

Daniel Alves chegou às categorias de base do Bahia em 1998 e permaneceu na equipe de juniores até 2001. Sua estreia no time profissional aconteceu em novembro desse ano, quando atuou na lateral-direita na vitória de 3 a 0 sobre o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro. Desde então, não deixou a equipe titular.

Daniel Alves desfalcará o São Paulo nos jogos contra Bahia e Corinthians (Foto: Rubens Chiri/São Paulo)

Em 2002, Daniel Alves já havia evoluído e demonstrado qualidade em campo suficiente para chamar a atenção de clubes europeus. O Sevilla surgiu como um dos interessados e levou o lateral por empréstimo naquela temporada. O jogador brasileiro convenceu os espanhóis e foi adquirido definitivamente logo em seguida.

Pelo Bahia, Daniel Alves disputou 25 partidas e marcou dois gols. Mesmo permanecendo pouco tempo no clube de Salvador, o lateral-direito conquistou o Campeonato Baiano de 2001 e a Copa do Nordeste, em 2001 e 2002.

Daniel Alves será desfalque nos jogos contra o Bahia, nesta quarta-feira, e contra o Corinthians, no domingo. O jogador disputará amistosos pela Seleção Brasileira contra Senegal, no dia 10, e Nigéria, no dia 13. Ambas as partidas acontecerão em Singapura, às 9h.

A tendência é que Igor Gomes seja o substituto de Daniel Alves no meio-campo. O jogador de 20 anos marcou o gol que garantiu a vitória do São Paulo sobre o Fortaleza, no último sábado. Com o triunfo, o Tricolor foi à quinta colocação, com 39 pontos somados.