Presença de vice do São Paulo gera “climão” em ônibus com jogadores

3004

UOL

A presença do vice-presidente do São Paulo, Roberto Natel, durante a estadia da equipe no Rio de Janeiro para o jogo contra o Flamengo, no último fim de semana, surpreendeu muita gente e gerou mal-estar.

Antes de entrar no ônibus com o elenco que seguia para o Maracanã, o dirigente foi interpelado por Fernando de Barros e Silva, o filho do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. A conversa entre os dois durou pouco, mas deixou o clima mais pesado, segundo pessoas que estavam no local e ouvidas pela De Primeira.

Fernando disse a Natel para se assumir como oposição. O dirigente respondera que era preciso respeitá-lo, porque ele era o vice. Na sequência, ouviu que “ele que deveria se fazer respeitar”. Natel argumentou com pessoas próximas que pagou a sua viagem e, na ausência de Leco, era o representante do clube no Rio.

O “climão” do último jogo foi mais um episódio em que Natel se colocou contrário à gestão. Aliados durante o pleito, eles racharam ao longo do mandato, que teve início em abril de 2017. Procurados, ambos não negaram os fatos, mas evitaram se pronunciar sobre o caso. (Por José Eduardo Martins).

Leia também: