Pato e Pablo encaram jejum e cobranças por vaga no São Paulo em clássico

96

UOL

José Eduardo Martins

Se estivesse no fim de 2019, Fernando Diniz não teria dúvidas para escalar o São Paulo no clássico deste sábado (15), no Morumbi, contra o Corinthians. Com a volta dos jogadores que estavam na seleção olímpica (Antony e Igor Gomes), o ataque teria Antony, Pablo e Vítor Bueno. No entanto, o sistema ofensivo não vive um bom momento, sendo que Pablo e Pato são os principais alvos de pressão pela escassez de gols. Por isso, a tendência é de apenas um dos dois ser escolhido para jogar ao lado de Antony e Vítor Bueno.

Pablo até começou o ano bem e fez um dos gols na vitória sobre o Água Santa. Nas quatro rodadas seguintes do Campeonato Paulista, não conseguiu mais balançar as redes. Apesar de estar bem integrado aos demais companheiros e ao sistema de jogo imposto por Fernando Diniz, ele está com dificuldade para converter as oportunidades.

Alexandre Pato passa por um jejum ainda maior. A última vez que ele comemorou um gol foi no clássico com o Santos, em agosto do ano passado, quando balançou as redes duas vezes na vitória por 3 a 2. Na sequência, o Tricolor paulista trocou de técnico (Cuca por Fernando Diniz), e Pato passou a frequentar ainda mais o banco de reservas na reta final do Campeonato Brasileiro. Em 2020, Pato participou da pré-temporada (no ano passado, ele só estreou no clube após o estadual, pois estava no futebol chinês). O atacante se mostrou mais bem integrado ao elenco e ao dia a dia do clube e passou a render mais nos jogos deste ano. Ainda assim, não fez gols. Por isso, ainda existe uma cobrança sobre o balado camisa 7.

No total, o São Paulo marcou apenas seis gols em cinco partidas neste Rstadual. A equipe, por outro lado, tem cem finalizações na competição. Ontem, na parte final do treinamento, parte do elenco deu chutes ao gol para tentar aprimorar a pontaria. Igor Gomes Peça importante no fim de 2019, o meia pode ser escalado no lugar de Hernanes. Porém, o Profeta também mostrou uma evolução em relação ao ano passado e pode ser mantido no time. A dupla olímpica se apresenta hoje ao Tricolor paulista.