Velocidade na frente, segurança atrás: veja o que o São Paulo precisa mudar para o Brasileirão

264

GloboEsporte

Tricolor tem dez dias de preparação para a estreia da competição nacional.

Com a eliminação precoce do São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista, o técnico Fernando Diniz ganhou um tempo maior de treinamentos até o início do Campeonato Brasileiro. O Tricolor estreia no dia 9 de agosto, contra o Goiás, fora de casa.

E nesses dez dias entre a queda do Paulistão e o começo do nacional, o São Paulo terá alguns pontos importantes para ajustar dentro de campo.

A eliminação para o Mirassol colocou ainda mais pressão sobre elenco, comissão técnica e, principalmente, diretoria de futebol. Além disso, acabou com qualquer possibilidade de o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, conquistar um título em seu mandato – ele está à frente do clube desde 2015.

Embora a situação tenha sido tratada como vergonhosa e “um verdadeiro fiasco”, como afirmou Alexandre Pássaro, gerente-executivo de futebol, Fernando Diniz não corre o risco de ser demitido neste momento, mas inicia o Brasileirão pressionado por bons resultados.

Até a estreia, a delegação fará o terceiro período de concentração no CT das categorias de base, em Cotia, em menos de um mês.

Veja abaixo pontos a melhorar no São Paulo para o início do Brasileirão:

Defesa

Melhores momentos de São Paulo 2 x 3 Mirassol pelas quartas de final do Paulistão

Melhores momentos de São Paulo 2 x 3 Mirassol pelas quartas de final do Paulistão

Antes da paralisação das competições por conta do novo coronavírus, a defesa são-paulina era um dos setores mais elogiados. Bruno Alves e Arboleda criaram bom entrosamento, e o São Paulo sofria poucos gols.

No retorno do futebol, porém, o setor defensivo deu a impressão de nunca tinha jogado junto. Erros individuais e coletivos fizeram a equipe sofrer sete gols em apenas três jogos, o que representa 43% dos gols sofridos em toda a temporada.

Não há sinalização de uma mudança drástica na defesa, ainda com prestígio dentro do clube. No entanto, os reservas têm se destacado em treinos e jogos e ligam um sinal de alerta nos titulares.

Concentração

Uma das palavras mais ditas pelos jogadores após a eliminação para o Mirassol foi concentração. Ou melhor, a falta dela. A avaliação é de que os três gols sofridos foram fruto de desatenção de toda a equipe.

O primeiro gol foi o melhor exemplo disso. Após cobrança de escanteio, o atacante Zé Roberto apareceu completamente sozinho na marca do pênalti para cabecear com rara tranquilidade. O lance causou grande inquietação no elenco.

– Acho que um fator grande é a concentração. Tomamos gols que não podemos tomar, não podem acontecer. O primeiro gol é algo que foi treinado, foi falado… – afirmou o atacante Pablo.

A falta de atenção já é algo que acompanha o São Paulo desde o ano passado. Virou hábito na equipe falhar em momentos cruciais.

Zé Roberto, do Mirassol, comemora; Pablo, do São Paulo, lamenta  — Foto: Fernando Roberto/Ag. Futpress/Mirassol

Zé Roberto, do Mirassol, comemora; Pablo, do São Paulo, lamenta — Foto: Fernando Roberto/Ag. Futpress/Mirassol

Volume de jogo

Embora tenha marcado sete gols nos últimos três jogos, o São Paulo não tem apresentado o volume de jogo que colocou o time como um dos favoritos ao título do Campeonato Paulista.

A equipe comandada por Fernando Diniz mostrou dificuldade para armar jogadas de ataque e apresentou pouca velocidade na transição entre os defensores e os atacantes. A rápida ligação entre os setores foi uma das principais armas no começo do ano.

Diniz tem diversas opções dentro do elenco para mexer na forma como o time joga. Os atuai atacantes titulares (Pablo, Pato e Vitor Bueno) não têm a velocidade como principais características, e isso pode ser modificado para o Brasileirão.

Nos primeiros jogos após a pausa, o treinador fez testes com Everton, Paulinho Boia e Helinho para o lado do campo, e os três se saíram bem nas oportunidades que tiveram. Eles são os mais cotados para brigar por uma das vagas no ataque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

oito + 1 =