Cinco motivos mostram que o SPFC abre semana decisiva para 2020 contra LDU

139

UOL

José Eduardo Martins

O São Paulo tem uma semana que pode definir os rumos do clube em 2020. Hoje (22), às 21h30 (horário de Brasília), em Quito, o Tricolor paulista enfrenta a LDU, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Alguns motivos ajudam a explicar por que o técnico Fernando Diniz e os torcedores estão preocupados com o duelo desta noite e com a sequência de partidas fora de casa nos próximos dias.

Vale destacar, porém, que, apesar de saber da necessidade de obter bons resultados nessa sequência, o treinador tem respaldo. O executivo de futebol, Raí, e o gerente, Alexandre Pássaro, avaliam de maneira positiva o trabalho de Diniz. O presidente Leco ainda está internado para tratamento da Covid-19. Ativo, o dirigente acompanha o dia a dia do clube um pouco mais de longe e sem a pressão de torcedores e de outros cartolas.

Por isso, muitos acreditam que, mesmo no caso de o time não ter um desempenho tão favorável, o comandante deverá ser mantido no cargo. O time, porém, pode passar a viver dias mais tranquilos ou voltar a ser pressionado neste segundo semestre. Confira cinco motivos que explicam tal situação.

Garantir a vaga na fase eliminatória da Copa Libertadores O São Paulo praticamente sela a sua classificação para a próxima etapa do torneio continental se conseguir bons resultados fora de casa contra a LDU, hoje, e contra o River Plate, na Argentina, na próxima semana — quarta-feira (dia 30). Até agora, o time do Morumbi soma quatro pontos, na terceira colocação — sendo que apenas os dois mais bem colocados asseguram vaga diretamente. Na última jornada da fase de grupos, o Tricolor enfrenta o Binacional, do Peru, em casa.

Possibilidade de ficar na briga pela ponta do Brasileirão No sábado (26), em Porto Alegre, o São Paulo encara o Internacional. A equipe gaúcha está na vice-liderança do Nacional, apenas dois pontos à frente dos tricolores. Ou seja, se ganhar o confronto fora de casa, o time de Fernando Diniz ficará na cola do até agora ponteiro Atlético-MG, que soma 21 pontos (três à frente dos paulistas). Chance de mostrar bom desempenho fora de casa Nos últimos dez anos, o São Paulo obteve apenas duas vitórias em 20 partidas fora de casa na Copa Libertadores. Foram também quatro empates e 14 derrotas.

Comprovar que consegue ter bom desempenho sem Daniel Alves O São Paulo não vai contar com o seu principal jogador. Em recuperação de cirurgia no antebraço direito, Daniel Alves nem sequer viajou com a delegação para o Equador. Ainda não há também uma confirmação de que ele será liberado para atuar contra o Internacional e o River Plate.

Acabar com o estigma de que não sabe jogar decisões ou jogos importantes Nos últimos anos, o Tricolor passou a ter a imagem de uma equipe que falhava em momentos decisivos. O retrospecto recente em clássicos, por exemplo, era bastante negativo. Fernando Diniz fracassou na fase eliminatória do Paulistão, quando foi superado pelo Mirassol. Porém, contra arquirrivais, o comandante tem o seu melhor desempenho desde Muricy Ramalho, entre 2006 e 2009. Diniz tem três vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (com 53,12% de aproveitamento dos pontos).

FICHA TÉCNICA: LDU x SÃO PAULO Data: 22 de setembro, terça-feira Horário: 21h30 (de Brasília) Local: Estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador Competição: Copa Libertadores, 4ª rodada Árbitro: Wilmar Roldán (COL) Assistentes: Wilmar Navarro e Miguel Roldán (COL).

LDU: Adrian Gabbarini; Pedro Perlaza, Franklin Guerra, Moisés Corozo, Christian Cruz; Lucas Piovi, Lucas Villarruel, Paulo Zunino, Jhojan Julio, Rodrigo Aguirre, Marcos Caicedo. Técnico: Pablo Repetto. SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo Pelé e Reinaldo; Tchê Tchê, Hernanes, Gabriel Sara, Igor Gomes; Pablo e Vítor Bueno. Técnico: Fernando Diniz.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

11 + 16 =