Daniel Alves, do São Paulo, lembra episódio de racismo e diz: “Podemos ensinar a amar”

47

GloboEsporte

Em 2014, torcedor espanhol arremessou uma banana ao jogador, então no Barcelona.

No dia da Consciência Negra, Daniel Alves, do São Paulo, posicionou-se contra o racismo em suas redes sociais. O jogador relembrou o episódio em que foi alvo de uma banana arremessada por um torcedor do Villareal, da Espanha, quando defendia o Barcelona, em 2014.

Em resposta ao ato racista, Daniel Alves pegou a banana no chão e comeu. Segundo o jogador, na época, foi uma forma de ironizar “esses atrasados” 

– Dia da CONSCIÊNCIA NEGRA significa o dia de representar o legado deixado por todos os nossos grandes líderes!! Se podemos ensinar as pessoas a odiar, também podemos ensinar elas a AMAR! #NAOAORACISMO – escreveu Daniel Alves.

Diversos clubes do Brasil também se posicionaram sobre o dia da Consciência Negra nas redes sociais.

O Cruzeiro, por exemplo, vai fazer uma campanha contra o racismo em suas camisas para o jogo contra o Figueirense, nesta sexta-feira, pela Série B, em parceria ao “Observatório da Discriminação Racial no Futebol”. Os uniformes dos jogadores terão expressões racistas riscadas.

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

1 × 3 =