Casagrande lembra da Democracia Corintiana ao exaltar papel de atletas no São Paulo

535

GloboEsporte

Comentarista lembra que jogadores pediram por Diniz em 2019; time lidera o Brasileiro.

O comentarista Casagrande lembrou da Democracia Corintiana, movimento do qual foi um dos líderes no início dos anos 1980, para elogiar a campanha do São Paulo no Campeonato Brasileiro. O time tricolor chegou à liderança do torneio após vencer o Goiás por 3 a 0, na quinta.

A comparação, porém, não tem relação com o desempenho do time – aquele Corinthians foi bicampeão paulista em 1982 e 1983 -, mas sim com a participação dos atletas nas decisões do clube.

Publicidade

Especificamente na escolha de Fernando Diniz como técnico, em 2019. O atual treinador foi escolhido após uma campanha dos líderes do elenco depois da demissão de Cuca.

– Jogadores escolherem o treinador, isso é como na época da Democarica Corintiana. Por isso jogador tem que participar – disse Casagrande no Globo Esporte desta sexta-feira.

Casagrande comenta sobre a vitória do São Paulo — Foto: Reprodução

Casagrande comenta sobre a vitória do São Paulo — Foto: Reprodução

Ele também elogiou o diretor executivo de futebol, Raí, por ter aguentado a pressão e mantido Diniz no comando do time mesmo quando as crises pareciam fortes demais para o treinador.

– O Raí segurou, (o time) tem personalidade e voz dos jogadores, o que é muito importante.

Leia também: