Diniz sai em defesa de Daniel Alves após atuação apagada do meia no Majestoso

1

GazetaEsportiva

Marcelo Baseggio 

O técnico Fernando Diniz saiu em defesa de Daniel Alves ao ser questionado sobre o porquê de não ter substituído o camisa 10, tendo em vista que ele não vinha exercendo um papel decisivo para o São Paulo no desenrolar do clássico deste domingo, contra o Corinthians, em Itaquera.

“Essa é uma pergunta oportunista. Quando a gente ganhou, esse tipo de questionamento nunca esteve em pauta. Não é que ele não fica fora de jogos, ele não fica fora de treino. A gente espera os resultados para fazer os questionamentos oportunos”, criticou Diniz.

Publicidade

Após ficar de fora da goleada sobre o Botafogo, na última quarta-feira, por acúmulo de cartões amarelos, Daniel Alves foi o grande reforço do São Paulo para o clássico, mas, na prática, o que se viu foi um meia tendo suas ações limitadas pelo forte esquema armado pelo técnico do Corinthians, Vagner Mancini.

“Todo o time jogou mal, não foi só o Daniel. Provavelmente o São Paulo, jogando do jeito que joga, deve ser o time com menos jogadores lesionados, e que rendem. Hoje não renderam”, completou Diniz, em um tom conformista.

Agora, Daniel Alves e companhia terão de juntar os cacos passada mais uma derrota para o Corinthians em Itaquera e voltar o foco para o Atlético-MG, rival direto pela liderança do Campeonato Brasileiro, que visita o Tricolor na próxima quarta-feira, no Morumbi.